Últimas Notícias

Polícia flagra venda irregular de iscas na região noroeste paulista

Mais de 15 toneladas de tilápias, que seriam usadas como iscas vivas para a pesca, foram apreendidas em Itajobi (SP). Segundo a Polícia Ambiental, elas estavam em um pesqueiro que não tinha autorização para comercializá-las e, por isso, foi fechado.

A autuação ocorreu durante uma operação da polícia na região. Em São José do Rio Preto (SP) mais irregularidades foram encontradas pelos policias que percorreram a região para fiscalizar as lojas de pesca e pet shops.

Durante a manhã desta terça-feira (30) sete estabelecimentos foram fiscalizados. Apenas um deles, localizado na região norte da cidade estava irregular. A dona da loja não possuía o Registro Geral de Pesca (RGP), que é um cadastro técnico federal.

Nos fundos do estabelecimento foram encontrados pelos policiais 19 caramujos. Segundo o tenente Luiz Vaserino, eles eram usados como iscas. ‚ÄúA dona tinha em m√£os as notas fiscais de compra, mas n√£o possu√≠a os documentos que autorizam a venda de iscas vivas‚ÄĚ, diz o tenente.

A propriet√°ria de uma outra loja de pesca no centro da cidade, Silvana Regina da Silva, n√£o encontrou problemas em apresentar os documentos. ‚ÄúPara a gente que tem que vender peixes, iscas, caranguejos e outros produtos, √© necess√°rio estar em dia com a documenta√ß√£o. Al√©m de possuir registros que autorizem as vendas, facilitando nosso trabalho‚ÄĚ, afirma Silvana.

http://g1.globo.com


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato