Últimas Notícias

Pescadores fogem após policiais apreenderem 1 km de redes de pesca

Policiais Militares Ambientais de Bataguassu (MS) estão mantendo a fiscalização intensificada durante a piracema nos lagos das Usinas do Rio Paraná, especialmente, em razão de que a pesca está liberada para a captura de 10 kg mais um exemplar de peixes exóticos e não nativos da bacia, tais como: Tucunaré, curvina, tilápia, bagre africano e outros.

A fiscalização é para evitar o uso de petrechos proibidos e a captura de pescado nativo, o que se constitui em crime ambiental. Ontem à tarde, em uma missão no lago da Usina Sérgio Motta, os policiais avistaram dois pescadores aramando redes de pesca. Ao avistarem a fiscalização, os elementos que estavam em um barco de pequeno porte fugiram por um trecho de um pequeno braço do rio Paraná, onde a lancha em que os policiais estavam não navegava.

A PMA retirou 1 km de redes de pesca que tinham sido armadas pelos pescadores. Foram soltos no rio, diversos peixes que estavam vivos presos √†s redes. Esta foi uma quantidade impressionante de material proibido, os quais t√™m grande capacidade de depreda√ß√£o de cardumes, por√©m, apreens√Ķes desteS petrechos t√™m sido comuns na regi√£o.

A manutenção da fiscalização e retirada destes petrechos precisam ser constantes, tendo em vista, a grande capacidade de captura e ocasionamento de mortes dos peixes, pois, os elementos armam o material pela madrugada e ficam somente conferindo, quando não observam presença da fiscalização.

http://www. midiamax.com


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato