Últimas Notícias

√Āfrica do Sul condena pela 1¬™ vez pescador de grande tubar√£o-branco

Caçador de tubarão-branco é multado por capturar e matar animal em 2011 (Foto: Image Source/Arquivo AFP)Uma corte sul-africana condenou um pescador por capturar e matar um grande tubarão-branco em 2011. Essa é a primeira decisão do tipo no país, informou em comunicado o Ministério de Agricultura e Pesca do país.

A prov√≠ncia de Cabo Ocidental aplicou uma pena de 12 meses de pris√£o ao pescador amador Leon Bekker ‚Äď com direito a suspens√£o tempor√°ria de execu√ß√£o ‚Äď e multa de 120 mil rands (R$ 26,6 mil) pela morte do animal.

A mídia local publicou fotos de Bekker arrastando o tubarão para uma praia rochosa.

A decisão foi elogiada por conservacionistas, que dizem esperar que a iniciativa ajude a desencorajar outros de caçar essa espécie protegida. O grupo ambientalista Fundo Mundial para a Natureza (WWF) saudou a medida.

“Ver as autoridades tomarem uma medida clara como essa √© um excelente ind√≠cio do compromisso em manter o status dessa esp√©cie protegida”, afirmou a porta-voz da WWF sul-africana, Eleanor Yeld-Hutchings.

“Esperamos que essa senten√ßa nada desprez√≠vel seja um inibidor para pr√°ticas assim na √Āfrica do Sul”, acrescentou.

A União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês), entidade que trabalha na proteção de espécies selvagens em risco de extinção, listou o grande tubarão-branco como espécie vulnerável.

Presente em todo o mundo, esse temido predador pode chegar a 3,5 metros de comprimento. Pescadores comerciais apreciam suas barbatanas, mandíbulas, dentes, óleo do fígado, pele e carne.

“H√° evid√™ncias que sugerem que os animais continuam visados na pesca recreativa como uma esp√©cie de trof√©u. E tamb√©m existe um com√©rcio de partes do corpo do tubar√£o-branco”, afirmou Eleanor.

Segundo o Comit√™ do Tubar√£o da prov√≠ncia sul-africana de KwaZulu-Natal, 1.200 grandes tubar√Ķes-brancos circulam pela costa do pa√≠s. Em 1991, a √Āfrica do Sul se tornou a primeira na√ß√£o a aprovar leis para proteger esse animal. Desde ent√£o, cientistas afirmam que a popula√ß√£o da esp√©cie tem conseguido crescer razoavelmente.

Muitos outros pa√≠ses, como os Estados Unidos, tamb√©m seguiram medidas para proteger os tubar√Ķes-brancos.

http://g1.globo.com


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato