Últimas Notícias

Ministro da Pesca e equipe da Codevasf visitam Três Marias

codevasf-piscicultorAcompanhado por uma equipe da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), o ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella, visita na próxima segunda-feira (11) o reservatório de Três Marias, no município de Morada Nova de Minas (MG), onde uma exitosa parceria entre a Companhia e o ministério para desenvolvimento do arranjo produtivo local de aquicultura já contabiliza a instalação de 1,7 mil tanques-rede, emprega cerca de 200 produtores familiares e registra uma produção de cerca de 2 mil toneladas de peixes ao ano.

‚ÄúA parceria do Minist√©rio da Pesca com a Codevasf est√° transformando o potencial da regi√£o em realidade quanto √† produ√ß√£o pisc√≠cola, para que possa gerar renda, emprego e sustentabilidade ambiental‚ÄĚ, afirma o diretor de Revitaliza√ß√£o de Bacias Hidrogr√°ficas da Codevasf, Jos√© Augusto Nunes, respons√°vel pelo trabalho da Companhia em arranjos produtivos locais e um dos integrantes da comitiva que acompanhar√° o ministro na visita.

A parceria do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) com a Codevasf no reservatório de Três Marias inclui a implantação de cinco parques aquícolas cuja produção tem potencial para atingir as 55 mil toneladas anuais de peixes. Além disso, no ano passado a Codevasf recebeu do MPA cerca de R$ 700 mil para certificar e acreditar o laboratório de limnologia do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Três Marias; e outros R$ 677 mil para o monitoramento limnológico e de biologia pesqueira em áreas de influência dos parques aquícolas da represa de Três Marias.

Atualmente, existem culturas de peixes estabelecidas em sete dos oito munic√≠pios do entorno da represa de Tr√™s Marias, em Minas Gerais: Morada Nova de Minas, Felixl√Ęndia, Paineiras, Abaet√©, S√£o Gon√ßalo do Abaet√©, Pomp√©u e Tr√™s Marias.

Numa parceria com o Minist√©rio da Integra√ß√£o Nacional (MI), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), e com a prefeitura municipal, a Codevasf deu in√≠cio, no ano de 2006, √† implanta√ß√£o da Unidade de Beneficiamento de Pescado (UBP) de Morada Nova de Minas, para permitir a agrega√ß√£o de valor e a certifica√ß√£o sanit√°ria do pescado produzido – facilitando a sua comercializa√ß√£o, gerando renda e empregos ‚Äď, e ainda forneceu caminh√£o frigor√≠fico para transporte dos produtos, tanques-rede, insumos, capacita√ß√£o e assist√™ncia t√©cnica.

Além disso, os produtores do entorno do reservatório contam hoje com a parceria da Credinova, Cooperativa de Crédito de Morada Nova, que acredita na atividade e tem financiado diversos projetos na região.

Iniciativa pioneira
‚ÄúA primeira unidade demonstrativa de produ√ß√£o de til√°pias em tanques-rede no reservat√≥rio de Tr√™s Marias, Morada Nova de Minas, foi implantada pela Codevasf em 2001 – uma iniciativa pioneira na regi√£o‚ÄĚ, explica a gerente de Desenvolvimento Territorial da Companhia, K√™nia Marcelino. Ap√≥s o sucesso dessa a√ß√£o, destaca ela, outros produtores ingressaram na atividade, impulsionando o aumento da produ√ß√£o e a organiza√ß√£o desse arranjo produtivo local (APL).

Em função da implantação da unidade demonstrativa, foi criada a Associação dos Piscicultores de Morada Nova de Minas Gerais (Aspim). No ano seguinte, 2002, foi realizada a 1ª Feira do Peixe de Morada Nova de Minas (Fepemor), festa idealizada pela Codevasf e pela prefeitura municipal de Morada Nova de Minas. A feira tem importante papel na divulgação e mobilização da comunidade, bem como para visitantes de outras cidades. Esse evento vem sendo realizado até os dias de hoje, e está sua nona edição.

Centro de Recursos Pesqueiros
Na área da represa de Santa Maria, a Codevasf mantém o Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Três Marias, que tem entre suas principais atividades a execução de pesquisas em limnologia e ictiologia; o desenvolvimento de tecnologias de reprodução artificial, larvicultura e alevinagem de peixes nativos na bacia do rio São Francisco; a realização de peixamentos na região do Alto São Francisco com alevinos de espécies nativas; e a promoção de treinamentos a estudantes e graduados em biologia, medicina veterinária, engenharia de pesca, oceanografia, agronomia e zootecnia.

As pesquisas nas √°reas de piscicultura, limnologia e ictiologia, realizadas no centro em parceria com diversas institui√ß√Ķes de ensino e pesquisa propiciaram ao longo dos anos a publica√ß√£o de centenas de trabalhos cient√≠ficos, entre artigos em revistas nacionais e estrangeiras, livros, cap√≠tulos de livros, monografias, disserta√ß√Ķes de mestrado, teses de doutorado, e resumos apresentados em congressos.


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato