Últimas Notícias

No AM, Batalh√£o apreende mais de 34 toneladas de pescado ilegal em 2012

Apreens√£o aconteceu na noite deste s√°bado (12). (Foto: Divulga√ß√£o/Batalh√£o Ambiental)Mesmo diante da falta de estrutura e efetivo reduzido, a Pol√≠cia Militar Ambiental registrou aumento no volume de apreens√Ķes de pescado ilegal no Amazonas, em 2012. Ao todo, 34, 56 toneladas de peixes de v√°rias esp√©cies da Regi√£o Amaz√īnica foram recolhidos durante opera√ß√Ķes realizadas em Manaus e no interior do estado, no ano passado. Segundo dados policiais, houve um aumento de 174,6% na quantidade de pescado apreendido em rela√ß√£o a 2011, quando ao volume recolhido foi de 12,58 toneladas.

Segundo a Pol√≠cia Ambiental, a pesca ilegal no estado ocorre, principalmente, no Lago Badaj√≥s, no munic√≠pio de Codaj√°s, distante a 240 Km de Manaus. A √°rea √© conhecida por concentrar maior volume de peixes do Amazonas. Em seguida, o pescado √© levado √† capital, onde √© comercializado nas feiras p√ļblicas.

Peixe ameaçado de extinção pela pesca predatória, o pirarucu junto com o tambaqui são as espécies mais pescadas de forma ilegal. Os alevinos (peixes recém saídos do ovo) de aruanã também são alvos dos pescadores. No ano passado, a apreensão de 20.600 alevinos de aruanã representou aumento de 216,9% em relação a 2011, quando foram recolhidos 6.500 filhotes.

Na avalia√ß√£o do major Ronaldo Brito, comandante do Batalh√£o de Policiamento Ambiental do Amazonas, o aumento de apreens√Ķes √© decorrente da intensifica√ß√£o das fiscaliza√ß√Ķes pela pr√≥pria Pol√≠cia Ambiental e de √≥rg√£os parceiros, que tamb√©m combatem os crimes ambientais. Dentre eles, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renov√°veis (Ibama) e o Instituto de Prote√ß√£o Ambiental do Estado do Amazonas (Ipaam).

Pirarucu apreendido durante a√ß√£o do Batalh√£o (Foto: Ana Graziela Maia/ G1)Para combater a pesca e comercializa√ß√£o irregular de peixes, a Pol√≠cia Ambiental atua em duas frentes: conscientiza√ß√£o e fiscaliza√ß√£o. ‚ÄúTemos parceria com Instituto Chico Mendes de Conserva√ß√£o da Biodiversidade (ICMBio), que possuem n√ļcleos no interior, atuando na conscientiza√ß√£o e orienta√ß√£o das popula√ß√Ķes ribeirinhas. Essas palestras participam de palestras e recebem informativos sobre a pesca sustent√°vel para preservar o meio ambiente‚ÄĚ, explicou o comandante.

A pesca ilegal √© combatida tamb√©m periodicamente nas comunidades √†s margens do rio Solim√Ķes. ‚ÄúA cada 20 dias, realizamos fiscaliza√ß√£o pelo rio Solim√Ķes, passando por diversas comunidades ribeirinhas at√© Codaj√°s, onde tem o maior lago de piscicultura do estado‚ÄĚ, destacou major Ronaldo.

Fragilidades
Apesar da demanda crescente de a√ß√Ķes e crimes ambientais, a estrutura da Pol√≠cia Ambiental n√£o tem acompanhado esse crescimento. Com a implanta√ß√£o do Programa Ronda no Bairro em Manaus, o efetivo da corpora√ß√£o sofreu redu√ß√£o, de acordo com major Ronaldo Brito. ‚ÄúNesse primeiro momento, em raz√£o do Ronda no Bairro, houve uma sens√≠vel redu√ß√£o no nosso efetivo. Atuamos hoje na fiscaliza√ß√£o e patrulhamento com 54 policiais, mas √© claro que n√£o √© n√ļmero suficiente. Mesmo assim, √© efetivo que conseguimos atender todas as ocorr√™ncias em miss√Ķes na capital e interior‚ÄĚ, afirmou o comandante.

Al√©m do efetivo reduzido, a Pol√≠cia Ambiental enfrenta problemas de infraestrutura na sede provis√≥ria onde funciona o Batalh√£o, que fica dentro da Vila Ol√≠mpica, em Manaus. O Policiamento Ambiental disp√Ķe de seis viaturas e seis lanchas, sendo que duas embarca√ß√Ķes est√£o inoperantes por problemas no motor.

‚ÄúJ√° apresentamos um projeto para constru√ß√£o da nova sede do Batalh√£o Ambiental, que ser√° constru√≠da √†s margens do Rio Negro. Al√©m disso, um helic√≥ptero ser√° comprado para auxiliar o trabalho da pol√≠cia ambiental. At√© a Copa do Mundo os dois projetos devem ser conclu√≠dos pelo governo do estado‚ÄĚ, explicou major Ronaldo Brito.

http://g1.globo.com


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato