Últimas Notícias

Anzol no esôfago de jacaré é retirado depois de 11 meses

Anzol no esôfago de jacaré é retirado depois de 10 meses em Santos (Foto: Divulgação)Um jacaré-de-papo-amarelo, apelidado de “Cheiroso”, foi operado pelos veterinários do Aquário Municipal de Santos, no litoral de São Paulo, depois de 11 meses de ter engolido um anzol de quase 10 centímetros. Depois de ser alvo de uma tentativa de pesca, o jacaré teve ainda um gancho preso na boca, além do que foi parar no esôfago.

O réptil, que tem entre três e cinco anos de idade, mede cerca de um metro de comprimento. O animal foi encontrado em abril de 2012, e ficou cerca de três meses em observação em Peruíbe, cidade onde foi encontrado, antes do anúncio da primeira tentativa de operação. Desde então, o réptil estava em observação no aquário do município onde foi encontrado, e aguardava o parecer dos veterinários para a tentativa de retirada do anzol. O segundo anzol só foi identificado após um raio-x.

Como se tratava de uma cirurgia complexa, a operação só foi realizada na semana passada pelos veterinários Gustavo Dutra e Cristiane Lassálvia. A cirurgia durou quase 10h, entre a anestesia e recuperação. De acordo com os veterinários, o gancho impedia a alimentação do animal, que estava sendo alimentado por meio de uma sonda.

Ainda segundo os veterinários, a operação para retirada do anzol era complicada porque foi necessário serrar um osso para retirar a peça. O veterinário Gustavo explicou que foi necessário realizar a sutura do corte com um fio de aço por se tratar do tórax de um jacaré. Geralmente são utilizados fios de algodão ou nylon. Batizado de “Cheiroso”, o jacaré encontra-se em recuperação e sendo alimentado por sonda. Não há previsão de alta para o animal.

http://g1.globo.com


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato