Últimas Notícias

Em audiência pública, Galba Novaes diz que contaminação da tilápia é grave

tilapias-mortas-alagoasO superintendente Federal da Pesca em Alagoas, Galba Novaes, participou hoje (16) de uma audiência pública realizada na Câmara Municipal de Pilar. O encontro teve como objetivo discutir o problema da contaminação da tilápia da Lagoa Manguaba, pela bactéria aeromona, e a situação dos pescadores da região.

Novaes informou que pediu ao ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella, a inclusão de pescadores da região da Lagoa Manguaba como beneficiários de seguro-defeso especial e solicitou cestas básicas para às familias que estão sendo prejudicadas com a queda de cerca de 60% da pesca.

O benefício é concedido quando há suspensão da atividade; em geral, no período de reprodução das espécies – daí o nome. Mas de acordo com o superintendente, a justificativa agora é a contaminação da tilápia.

Galba Novaes explicou que são vários os fatores que levaram à contaminação do peixe. Entre eles estão as pocilgas, o desmatamento, os defensivos agrícolas, o aumento da salinidade e temperatura da água. “O problema é mais grave aqui em Pilar, mas está chegando a Marechal Deodoro. O pescador não quer depender de cesta básica ou qualquer tipo de assistencialismo. Ele quer condições para pescar”, disse Novaes.

Ele acrescentou que essas ações são emergenciais e um paliativo para atender às necessidades da comunidade de pescadores da localidade. “Precisamos reunir todas as autoridades competentes, incluindo os órgãos ambientais, para elaborar políticas públicas com o objetivo de evitar que essa contaminação se repita nos próximos anos. Nossa superintendência está trabalhando para dar dignidade e cidadania às famílias que sobrevivem da pesca”, frisou Galba Novaes.

A presidente da Federação dos Pescadores de Alagoas, Eliane Conceição, declarou que nos meses de maio a julho a pesca da tilápia, no complexo lagunar Mundaú-Manguaba, estará suspensa por causa da contaminação. Segundo ela, 15 mil pescadores dependem da lagoa.

O presidente da Colônia de Pescadores do Pilar, Josué Félix, afirmou que só em Pilar existem 1.800 pescadores que tiram seus sustentos da lagoa Manguaba. Desse total, 150 famílias dependem exclusivamente da pesca da tilápia.

O secretário de Meio-Ambiente de Pilar, Francisco Quintella, esclareceu que a tilápia fica vulnerável à contaminação em época de chuva, por causa do aumento da salinidade, temperatura e matéria orgânica na água.

“Isso faz com que a tilápia fique mais suscetível a doenças. Quando o período de chuvas passar a situação voltará ao normal. Mas é importante frisar que somente a tilápia da lagoa Manguaba está contaminada e não todos os peixes. A tilápia contaminada apresenta úlceras e forte odor”, salientou Quintella.

http://www.alagoas24horas.com.br


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato