Últimas Notícias

Baleia-franca é avistada com pedaço de rede e filhote no Sul catarinense

baleia-franca-com -rede-de-pescaUma baleia e o filhote dela foram avistados na manhã de quinta-feira (25) em Laguna, município localizado no Sul de Santa Catarina. O mamífero estava com um pedaço de rede preso na cabeça. Apesar disso, o animal nadava normalmente e não estava ferido.

Os mam√≠feros foram monitorados por professores do curso de Engenharia de Pesca do Centro de Educa√ß√£o Superior da Regi√£o Sul (Ceres), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), por especialistas do Projeto Baleia Franca/Brasil (PBF) e a Pol√≠cia Militar Ambiental. Segundo o Ceres, os animais foram avistados pela primeira vez no fim da tarde de quarta-feira (24) na Praia do Mar Grosso, em Laguna. A f√™mea tinha um peda√ßo de rede de pesca na cabe√ßa, mas a avalia√ß√£o realizada pelos pesquisadores das duas institui√ß√Ķes mostrou que ela n√£o est√° ferida e tampouco tem o deslocamento comprometido.

“A Udesc entrou como institui√ß√£o de pesquisa para compor uma avalia√ß√£o. Fizemos uma avalia√ß√£o mais pr√≥xima para identificar o tipo de rede ou se ela estava presa em algum lugar importante da anatomia do baleia, porque se estivesse presa em algum lugar espec√≠fico, poderia impedir atividades normais do animal. Era um peda√ßo relativamente pequeno que est√° preso nas calosidades do animal e, com o tempo, a tend√™ncia √© se soltar” relata o professor de Engenharia de Pesca da Udesc que participou da opera√ß√£o de avalia√ß√£o, Pedro Castilho.

Entidades fizeram mais de 300 fotos dos animais para conseguirem identific√°-los se os virem novamente. (Foto: Pedro Cartilho/Udesc Laguna)O professor ainda confirma que o animal e seu filhote n√£o foram avistados nesta sexta-feira (26). “Hoje n√£o conseguimos enxerg√°-los mais na praia. Eles provavelmente est√£o subindo para o Norte, pr√≥ximo a Imbituba. Pelas fotografias que tiramos, foram mais de 300, conseguimos identificar os animais se eles forem avistados novamente. Conseguiremos identific√°-los pelas calosidades, que s√£o como a impress√£o digital do animal, nenhum tem igual a outro” afirma Castilho.

O filhote não tem pedaços de rede e, apesar da presença do material na mãe, consegue se deslocar sem dificuldades. O monitoramento continuará nos próximos dias e será feito pela PBF.

http://g.globo.com


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato