Últimas Notícias

Crivella defende pasta para pesca e diz que volta ao Senado se sair de ministério

deputado_marcelo_crivellaO ministro da Pesca, Marcelo Crivella, defendeu nesta segunda-feira a necessidade de uma pasta específica para o setor na Esplanada dos Ministérios e disse que, se deixar o cargo, voltaria imediatamente a ocupar uma vaga no Senado pelo Rio de Janeiro.

Questionado por jornalistas sobre a possibilidade de sair do minist√©rio da presidente Dilma Rousseff, em uma eventual reforma para reduzir o n√ļmero de pastas, Crivella disse ainda que nunca tratou deste assunto com a presidente.

“Deixar de ser ministro significa voltar a ocupar o honroso cargo de senador da Rep√ļblica pelo qual merecidamente fui eleito pelo generoso e bravo povo do Estado do Rio de Janeiro. Voltarei ao Senado no dia seguinte”, disse Crivella, eleito senador pelo PRB.

“Agora, a presidenta Dilma, em nenhum momento de todos esses momentos dif√≠ceis que temos passado em nosso governo deixou passar de que isso ocorreria”, disse a jornalistas ap√≥s encontro com Dilma no Pal√°cio do Planalto.

A oposi√ß√£o e at√© mesmo aliados da presidente, como o PMDB, sugeriram a redu√ß√£o do n√ļmero de minist√©rios ap√≥s a onda de manifesta√ß√Ķes do m√™s passado no pa√≠s que criticaram, entre outras coisas, a corrup√ß√£o, os privil√©gios dos pol√≠ticos e os gastos com a Copa do Mundo e a Olimp√≠ada.

O governo tem atualmente 39 ministérios. Dilma herdou o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com 37 pastas, mas criou outras duas, a da Micro e Pequena Empresa e a de Aviação Civil.

Crivella defendeu a existência de um ministério específico para a pesca, argumentando que o Brasil tem um grande potencial inexplorado neste setor.

“Acho que o potencial do Brasil √© t√£o grande para a produ√ß√£o de peixes, que independentemente de ser o Crivella ou qualquer outro, n√≥s brasileiros n√£o dever√≠amos abrir m√£o de ter um minist√©rio exclusivamente para que o Brasil esteja √† altura dos grandes recursos naturais que Deus lhe deu”, disse.

“√Č o primeiro pa√≠s em √°gua doce do mundo e um dos menores em produ√ß√£o de pescado. E precisamos tamb√©m atender a 1,7 milh√£o de pescadores cujas condi√ß√Ķes sociais n√£o s√£o das melhores”, acrescentou.

http://noticias.terra.com.br


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato