Últimas Notícias

Em PE, peixe que se alimenta de larvas é usado no combate à dengue

A Secretaria de Saúde de Caruaru, no Agreste pernambucano, está incentivando a criação de um tipo de peixe para usar no combate às larvas do mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti. A espécie de peixe, conhecida por Guppy, é pequena, comilona e pode se alimentar de 100% das larvas que emergirem em 24 horas no reservatório.

De acordo com o supervisor do Programa de Controle da Dengue, Lenilson Duarte, é um peixe forte. “Ele é resistente à água clorada e com baixa salinidade. Se reproduz facilmente, de forma que uma fêmea pode produzir até 100 filhotes por mês”, explicou.

A criação do animal não requer muitos trabalhos, como Lenilson alerta, mas é preciso observar alguns hábitos. “Não alimentar os peixes porque, se alimentados, eles não vão predar as larvas. Quando for lavar, é preciso tirá-los do reservatório, colocá- los em um balde e só colocar de volta três dias depois”, afirma. Ele também orienta para não deixar a água com o nível menor que 50% da capacidade por causa da concentração do cloro.

Paula Feliciano cria os peixes há cerca de dois anos em casa. “Colocamos aí e não apareceu mais nada. Eles foram comendo e as larvas acabando& #8221;, explicou a dona de casa. Os peixes são distribuídos apenas para moradores de Caruaru. Quem desejar criar, deve comparecer à Avenida Vera Cruz, nº 698, no bairro de São Francisco, ou ligar para o número (81) 3701.1423, para que os técnicos entreguem os peixes em casa.

http://g1.globo.com


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato