Últimas Notícias

Ministérios da Pesca e do Esporte desenvolvem parcerias

parceria-ministerio-da-pesca-e-esportesCom o objetivo de incentivar o consumo de pescado, o Minist√©rio da Pesca e Aquicultura (MPA) quer aproveitar os grandes eventos esportivos programados para o Pais – como a Copa do Mundo e os jogos ol√≠mpicos em 2016 no Rio de Janeiro – para desenvolver campanhas p√ļblicas que levem em conta, de forma criativa, este h√°bito alimentar.

Para tratar do assunto, o ministro da Pesca e Aquicultura em exerc√≠cio, √Ātila Maia, se encontrou com o seu colega Aldo Rabelo, ministro do Esporte, na tarde desta ter√ßa-feira (23), em Bras√≠lia. A proposta da parceria √© aproveitar atletas e provas para mostrar como o pescado ajuda a manter a forma dos profissionais do esporte.

Consumo crescente
No Brasil o consumo de pescado representa apenas a metade do que se registra no mundo. Aqui o consumo √© da ordem de 9 quilos por habitante/ano, quando a m√©dia mundial gira em torno dos 18 quilos. Entretanto, o consumo interno cresce ano a ano, o que √© muito bom, j√° que o peixe √© a prote√≠na animal mais saud√°vel e recomendada pela Organiza√ß√£o Mundial de Sa√ļde (OMS). O maior consumo favoreceria tamb√©m a produ√ß√£o brasileira de pescado em grandes reservat√≥rios p√ļblicos, no litoral e nas propriedades rurais.

Parceria
A parceria entre os minist√©rios da Pesca e Aquicultura e do Esporte se estende a outras √°reas. Um exemplo disso √© a manifesta√ß√£o de apoio do ministro Aldo Rebelo para a proposta do MPA de aproveitar at√© 0,5% dos reservat√≥rios p√ļblicos para a produ√ß√£o de pescado, sem a necessidade de licenciamento ambiental. A proposta leva em conta que a produ√ß√£o ser√° monitorada passo a passo, para garantir a total qualidade das √°guas dos reservat√≥rios.

A ideia, defendida pelo MPA, permitiria que o Pa√≠s superasse as enormes barreiras ao aumento da produ√ß√£o nacional de pescado. Apesar de deter 13% da √°gua doce do planeta e de contar com um litoral extenso, o Pa√≠s ainda produz muito pouco pescado em rela√ß√£o ao seu potencial. Como existem 200 grandes reservat√≥rios p√ļblicos dispon√≠veis para a piscicultura, a isen√ß√£o do licenciamento ambiental para at√© 0,5% da l√Ęmina d‚Äô√°gua daria enorme incentivo √† atividade.

A exemplo dos demais ministérios, o do Esporte tem assento no Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), onde o tema será oportunamente tratado.

http://www.mpa.gov.br


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato