Últimas Notícias

Aparecimento de peixes gigantes pode ser sinal de terremoto

peixe remo fotografado em águas profundasUma lenda japonesa diz que quando um peixe-remo aparece morto na costa, um terremoto está próximo. Uma investigadora norte-americana procurou a verdade da lenda e descobriu que o aviso pode ser verdadeiro.

A descoberta de um peixe-remo de 4,27 metros e outro de 5,4 em uma praia perto de Oceanside na Califórnia EUA, pode estar ligado a um eventual terremoto próximo disse Rachel Grant, da Universidade de Cambridge conforme publicou o portal Independent.

A teoria é utilizada como justificativa para os aparecimentos dos dois peixes, foi confirmado que as mortes não se devem a doença ou ataque.

“√Č teoricamente poss√≠vel porque quando um terremoto ocorre pode acontecer um aumento de press√£o nas pedras, o que pode levar a descargas eletrost√°ticas que geram √≠ons carregados que s√£o lan√ßados na √°gua”, disse Grant ao jornal.

Essa ocorr√™ncia pode levar √† forma√ß√£o de per√≥xido de hidrog√™nio, que √© um composto t√≥xico. Os √≠ons carregados podem tamb√©m oxidar mat√©ria org√Ęnica o que pode matar os peixes ou for√ß√°-los a deixar as profundezas do oceano para subir √† superf√≠cie, continuou.

Não existem ainda provas de uma ligação entre os aparecimentos e um terremoto, mas a investigadora promete tentar decifrar este possível vínculo, através de uma análise de dados recolhidos de vários surgimentos destes peixes antes de um evento sísmico.

Nós sabemos que não há um terremoto sempre que um peixe-remo aparece, mas vamos ver se existe uma probabilidade mais concreta, garantiu a investigadora.

Pode ser devido a atividade sísmica ou outros fatores não relacionados com terremotos, tal como infrassons causados por atividades submersas, como submarinos militares ou poluição do mar.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato