Últimas Notícias

Crivella vai a Tocantins entregar √°reas para o cultivo de pescado no lago de Lajeado

Crivella vai a Tocantins entregar áreas para o cultivo de pescadoUm grupo de 251 aquicultores, que venceu licitação promovida pelo Ministério da Pesca e Aquicultura, receberá os certificados de cessão de uso das áreas aquícolas do lago da Usina Hidrelétrica de Luis Eduardo Magalhães (Lajeado) das mãos do ministro Marcelo Crivella, na próxima terça-feira, às 11horas, no palácio Araguaia, em Palmas, capital do Tocantins. A solenidade contará com a presença do governador do Estado, José Wilson Siqueira Campos. A entrega das áreas de produção é considerado o ponto de partida para transformar Tocantins num dos mais importantes produtores de pescado do Brasil.

‚ÄúA grande participa√ß√£o de aquicultores nestas licita√ß√Ķes de Lajeado comprova o alto potencial aqu√≠cola do estado e sinaliza um cen√°rio muito promissor para a aquicultura tocantinense‚ÄĚ, avalia a secret√°ria nacional de Planejamento e Ordenamento da Aquicultura, Maria Fernanda Nince.

O Minist√©rio recebeu 315 propostas √†s 263 √°reas aqu√≠colas oferecidas (259 n√£o-onerosas e quatro onerosas). Ao final do processo, 251 foram consideradas v√°lidas. A estimativa √© que a aquicultura nestas √°reas ‚Äď localizadas dentro dos parques aqu√≠colas de Santa Luzia, Brejinho 1 e 2, Miracema e Sucupira -, resulte em 22,5 mil toneladas anuais de peixes das esp√©cies Tambaqui, Pacu, Piau√ßu, Pirapitinga, Lambari, Pirarucu, Pirarara e Jurupens√©m. As 263 √°reas aqu√≠colas somam 133 hectares de √°guas sob dom√≠nio da Uni√£o, onde ser√£o criados aproximadamente dois mil empregos imediatos (diretos e indiretos).

Os vencedores da concorr√™ncia p√ļblica/licita√ß√£o t√™m prazo de seis meses para iniciar o projeto de aquicultura. A cess√£o de uso das √°reas vigora por 20 anos, prazo que pode ser prorrogado por igual per√≠odo.

De junho deste ano at√© o √ļltimo dia 10, a Secretaria de Planejamento e Ordenamento da Aquicultura (Sepoa/MPA) destinou mais de 900 hectares de √°reas sob dom√≠nio da Uni√£o para a produ√ß√£o de 210 mil toneladas de pescado por ano, entre peixes, ostras e mexilh√Ķes.

As áreas estão localizadas em reservatórios de usinas hidrelétricas e ambientes marinhos em 13 estados: Santa Catarina, Alagoas, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, São Paulo, Tocantins, Pernambuco, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Paraná e Rio de Janeiro.

‚ÄúAl√©m de criar cerca de 10 mil empregos, a cess√£o destas √°reas desenvolve a aquicultura e movimenta substancialmente a economia nestas regi√Ķes‚ÄĚ, destaca a secret√°ria Maria Fernanda Nince. Resultado disso ‚Äú√© uma melhor qualidade de vida aos aquicultores e seus famil‚ÄĚiares como tamb√©m o aumento da oferta de pescado √† popula√ß√£o‚ÄĚ, completa.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato