Últimas Notícias

Ações da Codevasf em pesca e aquicultura são temas de encontro em Parnaíba (PI)

acao codevasf em pesca e aquiculturaAs ações de pesca e aquicultura da Companhia de Desenvolvimento dos Vales e do São Francisco (Codevasf) estão em destaque no I Encontro dos Projetos de Pesca e Aquicultura Apoiados pela Codevasf no Norte do Piauí. O evento acontece nesta quarta (27), durante todo o dia, no auditório da Universidade Federal do Piauí, em Parnaíba (PI), e tem como finalidade principal avaliar as ações e integrar os projetos, buscando o enriquecimento de conhecimentos a partir da troca de experiências entre os beneficiados.

“Trata-se de um processo interativo cujos diferentes relatos darão subsídios para propostas de ações futuras. O evento permite a integração entre os projetos e dá incentivos à sustentabilidade das atividades, subsidiando o planejamento das ações para o próximo ano”, explica o chefe do escritório de representação e apoio técnico da Codevasf em Parnaíba (PI), Flávio Mizael.

Participam do evento produtores de associações beneficiadas dos municípios de Luzilândia, Murici dos Portelas, Parnaíba, Ilha Grande, Luís Correia, Sigefredo Pacheco, Piracuruca e Joaquim Pires, além de convidados, alunos da UFPI e instituições parceiras (Ministério da Pesca e Aquicultura, Departamento Nacional de Obras contra a Seca e governo do estado por meio das secretarias de Desenvolvimento Rural e do Meio Ambiente e Recursos Hídricos). Cerca de 200 pessoas estão participando das discussões.

No encontro, estão sendo apresentados e discutidos temas como desenvolvimento de projetos; avanços estruturais, materiais econômicos e sociais; modelos de gestão; projetos de comercialização; produção de alevinos; parcerias para desenvolvimento de projetos; programas de governo, entre outros.

Atuação da Codevasf
A Codevasf apoia nove associações na área de piscicultura no norte do Piauí, beneficiando 79 famílias, e duas na área de pesca, beneficiando 100 famílias. Esse apoio envolve a capacitação de produtores em piscicultura, em gestão de empreendimentos e em elaboração de produtos e comercialização, além do fornecimento de ração, insumos e materiais (tanques-rede, berçários, canoas, plataformas de manejo e comedouros) para os primeiros ciclos

A expectativa é que, até o final desse ano, as associações apoiadas pela Codevasf no norte do Piauí alcancem a marca de 65 toneladas peixe e cinco toneladas de marisco produzidas.

A Codevasf foi ainda responsável pela estruturação da atividade das marisqueiras em Luís Correia, com a construção de unidade produtiva e a aquisição de um veículo, carreta/reboque, mesas de manipulação em aço inox, fogão industrial, balanças, seladora e freezers para beneficiamento do marisco. Além disso, a Companhia implantou o Projeto de Comercialização de Peixe Vivo na Feira Livre de Parnaíba.

“Atualmente a aquicultura é uma das principais atividades econômicas no estado do Piauí, e a Codevasf, em conjunto com os demais parceiros, é protagonista nesse desenvolvimento. O norte do Estado ainda tem potencial para explorar a pesca extrativa com o trabalho dos marisqueiros, além da implantação de novas unidades de criação de peixes em tanques-rede”, aponta a gerente de Desenvolvimento Territorial da Codevasf, Izabel Aragão

Diagnóstico
acao codevasf em pesca e aquicultura 2Em 2012 foi elaborado o Diagnóstico de Nivelamento dos Projetos de Piscicultura Apoiados pela Codevasf, por meio de sua 7ª Superintendência, na Região Norte do Piauí, que realizou um levantamento geral das condições estruturais, do desenvolvimento das atividades diárias e da gestão dos projetos de piscicultura desenvolvidos em vários municípios da região.

Esse documento gerou a proposta de programa de ações conjuntas a serem executadas nos projetos de piscicultura apoiados pela Companhia, que define atividades técnicas de apoio aos projetos que podem ser implementadas pelos funcionários da Codevasf na 7ª Superintendência Regional (PI), por meio do escritório de representação e apoio técnico de Parnaíba em conjunto com os beneficiados diretamente envolvidos, visando contribuir para o melhor desempenho da piscicultura.

A equipe técnica do escritório de Parnaíba vem implementando as atividades definidas a partir daqueles documentos, como capacitações, visitas de acompanhamentos, elaborações de documentos para controle das atividades diárias e apoio à gestão e à comercialização.

Segundo o engenheiro de Pesca Flávio Mizael, chefe do escritório, “com as demais instituições parceiras também teremos oportunidade de gerar outras discussões relativas a importantes elos da cadeia produtiva – por exemplo, fornecedores de insumos básicos (ração, alevinos etc.), legalização de empreendimentos, experiências de produtores particulares e mercado consumidor, cujos resultados podem beneficiar outros projetos e produtores da região”, afirma.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato