Últimas Notícias

Operação prende quatro pessoas por pesca predatória no Paraná

Pescado apreendido pelo IAP no ParanaUma operação conjunta da Polícia Militar Ambiental e do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) culminou com a prisão de quatro pessoas na noite de terça-feira (6) em Diamante do Norte (a 161 quilômetros de Maringá) e Jussara (a 66 quilômetros der Maringá).

O primeiro flagrante foi feito a cerca de mil metros barragem da Usina Hidrelétrica de Rosana, em Diamante do Norte, próximo a divisa com o Estado de São Paulo.

Os policiais e agentes do IAP chegaram até os três pescadores após denúncias anônimas sobre a presença de embarcações nas proximidades da barragem da usina, local onde há grande aglomeração de peixes por não haver mecanismo de transposição.

Tarrafa apreendida pelo IAP no ParanaSegundo a polícia, os pescadores profissionais estavam em duas embarcações e utilizavam tarrafas no momento do flagrante. Além dos barcos com motores 15 e 40hp, foram apreendidas tarrafas e aproximadamente 70 quilos de peixes.

Os três foram detidos e encaminhados à Delegacia de Nova Londrina para a lavratura do flagrante. Eles receberam ainda autuação ambiental feita pelos fiscais do IAP.

Na mesma noite, em Jussara, a polícia prendeu um homem que havia acabado de armar uma rede de 22 metros no rio Ivaí e um espinhel de 157 metros que atravessava o rio de uma margem à outra. Na embarcação foram encontradas ainda duas redes – de 25 e 29 metros – que seriam armadas posteriormente. O pescador foi preso em flagrante e conduzido à Delegacia de Cianorte.

Os infratores responderão pelo artigo 34 da Lei Federal 9.605/98 que prevê a pena de uma a três anos de detenção e multa.


INFORMAÇÃO DA IAP

A Policia Ambiental e o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) alertam os pescadores para que antes de irem para os rios, se atentem a legislação vigente, Lei Federal 9.605/98, Decreto Federal 6.514/08 e principalmente nas alterações contidas na Portaria nº 211/2012 – IAP.

A Polícia Ambiental vem desenvolvendo Policiamento Preventivo Ambiental, no sentido de coibir a pesca e caça ilegal, bem como, reprimir também os demais crimes com previsão na Lei de Crimes Ambientais, Lei 9.605/98. A eficácia das ações pode ser complementada com a participação de qualquer cidadão, denunciando a quem pratica, bem como os locais onde mais ocorre tal crime. As denúncias podem ser feitas anonimamente e a qualquer hora através do telefone: 44-3637-3439 44-3624-7630 e 44-3227-4356.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato