Últimas Notícias

Universidades lançam cartilha sobre pesca artesanal no Pará

pescador artesanal lancando rede de pescaPesquisadores da Universidade Federal do Pará (UFPA), por meio do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA), do Instituto Federal do Pará (IFPA), campus de Abaetetuba, e da Universidade do Estado do Pará (Uepa), campus de Salvaterra, lançaram uma cartilha sobre pesca artesanal no estado. Confira aqui.

O objetivo é reunir informações sobre a qualidade dos alimentos. A cartilha apresenta informações sobre os riscos de contaminação física, química ou microbiológica do pescado e do camarão, a escolha dos locais apropriados para a captura, o manuseio do produto, as temperaturas de armazenamento e a higienização necessária para evitar a contaminação. O material é voltado a todos os agentes da cadeia produtiva, desde o pescador artesanal, passando pela indústria beneficiadora e fornecedores, até os comerciantes.

No município paraense de Salvaterra, localizado no arquipélago do Marajó, o maior flúvio-marítimo do mundo, cerca de 7 mil pessoas fazem parte da População Economicamente Ativa (PEA) da cidade, segundo dados do Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Destas, cerca de 80% vivem da pesca artesanal.

De acordo com a professora da Uepa, em Salvaterra, Carmelita Ribeiro, a cartilha “elaborada com base na literatura especializada, quer sensibilizar os integrantes da cadeia da pesca, mostrando que é possível oferecer um alimento seguro e com qualidade sensorial e nutricional ao consumidor, dentro dos padrões exigidos pela Legislação Brasileira”.

A publicação, intitulada Cartilha do Pescador Artesanal, possui 26 páginas e está disponível para download gratuitamente. Além da participação da professora Carmelita Ribeiro, o trabalho reuniu as pesquisas dos professores Oriana Trindade Almeida e Sergio Luiz de Medeiros Rivero (UFPA), e Marta Coutinho Caetano (IFPA). A ilustração é do professor do curso de Design, Vinicius Lira da Uepa, do campus de Paragominas.

A cartilha teve o patrocínio do Banco da Amazônia e da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) da UFPA e contou com o apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do International Development Research Centre (IDRC) e da Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa).


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato