Últimas Notícias

Nível da represa de Nova Ponte afeta pesca e turismo em Minas Gerais

Represa de Nova PonteO nível da represa de Nova Ponte, que abrange as regiões do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, é um dos piores já registrados desde 1994. Segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico, o volume de água atualmente é de 21%. A situação preocupa, principalmente quem aposta na pisicultura no local.

Para pisicultor Helio de Ávila, caso o nível continue abaixando, não vai ser possível criar peixes. “Se continuar abaixando deste jeito, vamos ter que parar. Não vamos ter locais para colocarmos gaiola para criarmos peixes”, afirmou.

Na região choveu menos da metade do esperado para esta época do ano. Segundo o Operador Nacional do Sistema, em janeiro, o volume útil estava em 34% e caiu para 21% em agosto. Nos últimos dois meses, a queda foi de 7%. Reginaldo Costa e Silva é coordenador de uma ONG e afirma que a perca é grande para o meio ambiente e para os criadores de gado na região. “O meio ambiente perde muito, principalmente com a questão das nascentes, e os produtores perdem ainda mais, pois a água oscila, o gado atola quando vai beber água e não há como fazer cerca para impedir a passagem desse gado”, explicou.

Segundo os moradores da região, o nível da represa vem caindo de forma preocupante nos últimos cinco anos. Em pontos onde havia água, hoje tem cascalho e galhos seco. Na região ainda funciona o clube, onde os funcionários afirmam que o nível da água desceu 60 cm. A situação tem gerado decepção de turistas que vão ao local. Antônio José Gondim, morador de Pedrinópolis, espera que a situação melhore. “É muito triste. Parece que a água está desaparecendo. Tomara que venha a chuva para melhorar o turismo na região”, afirmou.


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato