Últimas Notícias

Codevasf realiza primeira despesca de camarão produzido pelo Centro de Aquicultura e Pesca de Bebedouro

despesca de camarao realizado pela codevasfA Codevasf realizou nesta quinta-feira (15) a primeira despesca de camarões produzidos pelo Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Bebedouro (3º/CIB). A despesca, que consiste na retirada dos camarões de seus tanques, encerra um ciclo de experimentos voltados à aclimatação e à produção em viveiro do camarão marinho Litopenaeus vannamei, provindo do Rio Grande do Norte e do Ceará. Os estudos para produção de camarão no vale do São Francisco tiveram início em 2012 e os primeiros testes de aclimatação ocorreram em 2013.

O evento desta quinta-feira foi organizado pela Superintendência Regional da Codevasf em Petrolina (PE) e realizado às 14h nas instalações da Embrapa, onde está instalado um dos dois viveiros de 300 metros quadrados em que os experimentos foram realizados – Rodovia BR-428, Km 152, Zona Rural, Petrolina.

“Depois da realização de uma série de estudos para a viabilização do projeto, agora é hora de realizarmos a primeira despesca. O camarão já está com 14 gramas, peso ideal para a retirada”, explica Rozzanno Figueiredo, chefe do Centro Integrado de Bebedouro. “Essa primeira amostra servirá para realizamos os testes organolépticos, como de sabor e textura”, acrescenta.

Figueiredo destaca que a meta dos experimentos é interiorizar a espécie e tornar a criação de camarões uma alternativa aquícola regional – com consequente geração de emprego e renda, visto que o produto tem bastante aceitação no mercado.

A primeira despesca do camarão produzido com água do rio São Francisco contou com a presença do diretor de Revitalização da Codevasf, Eduardo Motta, e do presidente da Associação Brasileira de Criadores de Camarão, Itamar Rocha.

Centros Integrados de Recursos Pesqueiros e Aquicultura
despesca de camarao realizado pela codevasf 2A Codevasf possui sete Centros Integrados de Recursos Pesqueiros e Aquicultura que hoje são referência em pesquisa e reprodução de peixes para repovoamento do rio São Francisco e fomento à aquicultura comercial. São eles: Três Marias e Gorutuba, em Minas Gerais; Ceraíma e Xique-Xique, na Bahia; Bebedouro, em Pernambuco; Betume, em Sergipe; e Itiúba, em Alagoas.

Um acordo de cooperação técnica e operacional firmado entre Codevasf, Embrapa, Ministério da Pesca e Aquicultura e Governo do Estado do Piauí também viabilizará a operação de um Centro de Referência em Aquicultura e Recursos Pesqueiros no município de Parnaíba (PI).

Para incrementar a estrutura de seus centros, a Companhia investiu, de 2007 a 2014, mais de R$ 25 milhões em obras e equipamentos, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Para manutenção e operação das unidades são aplicados, anualmente, cerca de R$ 3 milhões.


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato