Últimas Notícias

Boto é encontrado morto com focinho amarrado em praia do Pará

Boto e encontrado morto e amarrado em praia no ParaA auxiliar administrativa Kate Titan ficou chocada após encontrar um boto amarrado na Praia do Machadinho, em Colares, na região nordeste do Pará. O flagrante foi feito no último domingo (8) na localidade que fica há seis quilômetros do centro da cidade, e é conhecida por ser um local de pesca. A espécie do boto não foi confirmada.

De acordo com Kate, a comunidade afirma que são justamente estes pescadores que maltratam o animal. “A única coisa que falaram é que esse animal incomoda muito os pescadores porque muitas vezes quando ele fica enrolado na rede de pesca, rasga e solta os peixes. Disseram que talvez tenha sido algum pescador”, relata.

A auxiliar acredita que o boto pode ter sido morto recentemente, pois ainda estava com o corpo inteiro, apesar de estar rodeado de urubus. Ela também critica a falta de fiscalização no local. “É revoltante ver o quanto o ser humano é cruel. E não deve ter nenhuma fiscalização, sabe lá quantas vezes isso acontece”, lamenta.

De acordo com o Ibama, o boto é um animal vulnerável e corre risco de extinção. O G1 entrou em contato com a Divisão de Meio Ambiente da Polícia Civil e de acordo com o órgão, até esta segunda-feira (9), nenhuma denúncia ou comunicado sobre o caso foi repassada para o delegado Luis Alcântara. Segundo a Dema, a divulgação é uma forma de dar conhecimento público ao fato e a delegacia poderá atuar no caso.

A polícia informou ainda que qualquer pessoa pode procurar a delegacia do município ou uma guarnição da Polícia Militar para fazer a denúncia. A Dema poderá analisar a situação para começar uma investigação sobre a autoria da morte e o que teria motivado o assassinato do animal típico da fauna amazônica ou até mesmo se está havendo uma caça predatória da espécie da região.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato