Últimas Notícias

Pesca do peixe-voador movimenta R$ 14 milhões por ano no RN

Pesca do peixe voador em Caicara-RN O “Projeto Voador”, parceria entre o Sebrae-RN e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), pretende restaurar a pesca e a comercialização de peixe voador no município de Caiçara do Norte, localizado na Região Central potiguar, distante 149 quilômetros de Natal. A atividade que representa 10% da produção pesqueira do estado tem perdido espaço pelo baixo valor de venda.

O objetivo do projeto é compreender todo o processo de comercialização do produto, desde as demandas de consumo, para organizar a produção, verificando fatores como a viabilidade de produtos processados até a implantação de uma unidade de beneficiamento.

Os pescadores participaram de forma direta das atividades da organização através de seminários desenvolvidos no município. Durante o último encontro, realizado no mês de dezembro, foi assinado o convênio entre Sebrae e a UFRN para liberação de recursos que estabeleceu a implantação de um comitê gestor, formado por todos os elos da cadeia produtiva, para definir os rumos da iniciativa.

Nuggets de peixe voador

Nuggets de peixe voador (Foto: Sebrae)

O cronograma de ações prevê a realização de um levantamento em Caiçara do Norte sobre o número de pescadores e embarcações, as técnicas de pesca utilizadas, espécies capturadas, quantidades e sazonalidade das espécies, estrutura de manipulação do pescado, produtos, formas de comercialização, preços e destino, grau de conhecimento técnico e necessidade de capacitação.

Estudos realizados na UFRN concluíram que a carne do peixe-voador tem potencial de aproveitamento igual a de espécies utilizadas para criação, como a tilápia. Com esta carne seria possível desenvolver toda uma linha de produtos, como hambúrgueres, nuggets, mortadela e linguiça de peixe-voador.

Pesca em Caiçara

Apesar de movimentar até R$ 14 milhões ao ano no estado, o valor de comercialização do peixe-voador é o principal fator de desinteresse para comerciantes e pescadores da região de Caiçara.O quilo do peixe vale R$ 13 no período de entressafra e mil unidades podem ser vendidas por apenas R$ 50.

Enquanto no início dos anos 70 eram pescadas 1,5 mil toneladas de peixe voador, hoje, a produção beira as 800 toneladas. A pesca representa 50% das receitas de Caiçara do Norte, onde um terço da população de 60 mil habitantes está inserido nessa cadeia produtiva.

Portal G1 – Globo.com


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato