Últimas Notícias

Sema divulga balanço de apreensões durante a piracema no MS

Sema e PM realizam fiscalizacao e apreensao no MT 2 Foram apreendidos 1.539,85 quilos de pescado e 1.646 apetrechos utilizados para pesca depredatória entre novembro do ano passado e a primeira quinzena de fevereiro deste ano, período de defeso da piracema 2014-2015. O balanço parcial realizado pela Superintendência de Fiscalização (SUF), da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), divulgado hoje, mostra ainda a abordagem de 14.145 mil pessoas e apreensão de 30 embarcações, um veículo, três motos, quatro armas, contendo 32 munições e 25 armadilhas. As ações de fiscalização geraram 11 autos de infração, 216 autos de inspeção, 45 termos de apreensão, 14 termos de doação e um total de R$ 73.893 em multas.

O período de piracema teve início no dia 1º de novembro, nos rios da Bacia Hidrográfica do Araguaia e 5 de novembro nos rios das Bacias do Amazonas e do Paraguai e termina no próximo sábado, dia 28 de fevereiro. Nesse período, a pesca e o transporte de pescado são proibidos em todos os rios de Mato Grosso, inclusive na modalidade pesque e solte.

Entre os municípios onde houve maior número de apreensões de pescado de novembro a janeiro (pelas equipes da Sema) estão: Cuiabá (612,8), Barão de Melgaço (248), Poconé (239,2), Colíder (185), Várzea Grande (166,5) e Santo Antônio do Leverger (86,35). Os 2 kg que faltam na totalização se referem a Diamantino.

pma de pocone-MTEm relação aos anos anteriores, houve uma redução no número de apreensões, embora o número de pessoas abordadas tenha aumentado. No período do defeso da piracema 2013-2014, por exemplo, foram apreendidos 6.273,6 kg de pescado irregular, o dobro do período de 2011-2012, cuja totalização ultrapassou 3.036,56 kg, só que a soma de abordagem e orientação nesses dois períodos chega a 17.720 pessoas.

Durante os quatro meses de proibição, a Sema atua em parceria com o Batalhão de Polícia Militar Ambiental e Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), da Polícia Judiciária Civil, em diversos municípios, além daqueles já citados, também contaram com fiscalização acentuada: Cáceres, Sorriso, Nova Mutum, Santa Rita do Trivelato, Poxoréo, Itiquira, Barra do Bugres, Lucas do Rio Verde, Nobres, Rosário Oeste, Nova Brasilândia, Mirassol do Oeste, Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Acorizal, Rondonópolis, Sinop, Nova Xavantina, Nortelândia, Nova Olímpia, Campo Verde, São José do Rio Claro, Novo Santo Antônio e Brasnorte.


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato