Últimas Notícias

Dois são presos em Tapira-PR por pesca predatória

Pescado apreendido em Tapira-PRDois moradores de Piracicaba (SP) foram presos no final da tarde de terça feira (10) em Tapira (a 153 quilômetros de Maringá) com peixes e material utilizados para a prática de pesca predatória.

Segundo a Polícia Militar Ambiental, o pelotão de Cianorte (a 78 quilômetros de Maringá) recebeu denúncia de que, na rampa náutica existente ao lado da ponte sob o Rio Ivaí, foi vista uma caminhonete com farto material predatório na carroceria. Em patrulhamento, quando a equipe se preparava para retirar a embarcação do rio, o veículo foi visto no local alvo da denúncia. Durante a averiguação, porém, nada de ilícito foi encontrado.

Tarrafas apreendidas em Tapira-PRAo serem informados da denúncia, os abordados aparentavam bastante nervosismo, mas inicialmente disseram que estavam no local simplesmente para observar o rio. Ao serem questionados onde estavam alojados, um deles respondeu que estava na casa do pai, que mora nas proximidades do rio.

O grupo foi até a residência indicada, e na área externa, em uma varanda, foi flagrado farto material para pesca predatória como: redes, espinhéis, galões “joão bobo” e fisgas, todos com indícios de terem sido usados recentemente. Assim, foi vistoriado um freezer, que continha diversos peixes recém-capturados – ou seja, nem estavam congelados e todos apresentavam marcas de malhas de redes e alguns com sinais de fisgas, além um exemplar de dourado medindo apenas 53 cm, inferior ao mínimo permitido para captura (60 cm).

anzol de galho apreendido em Tapira-PROs dois homens, um de 46 anos e o outro com 41 anos, foram presos e encaminhados para a delegacia da Polícia Civil de Cianorte, onde foram autuados e responderão processo por crime ambiental, cuja pena varia de um a três anos de detenção. Além da pena, os infratores poderão ser multados administrativamente pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), cujo valor inicial é de R$ 700,00 (Setecentos Reais) para cada um, com acréscimo de R$20,00 (Vinte Reais) por quilo de peixe capturado.

DENUNCIE:
A população pode contribuir no combate a crimes ambientais bastando fazer a uma denúncia nos fones da 2ª Cia Ambiental, 44-3901-1936(Maringá) 44- 3637-3439 (Posto Cianorte) 44-3624-7630(Umuarama) e 44-3584-1175 (Porto Camargo).

PMA-PR


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato