Últimas Notícias

Montante de pescado apreendido reduz 300% durante a piracema no MT

Pescado apreendido no MT - Arquivo O balanço final da piracema apontou a apreensão de 2.032 quilos de pescado irregular entre novembro do ano passado e o dia 28 de fevereiro deste ano, durante o período de defeso da piracema 2014-2015. Esse montante é 300% menor que o registrado entre 2013-2014, quando 6.273,6 quilos de pescado irregular foram apreendidos.

Um dos motivos da diminuição é que pelo menos 2 toneladas de peixes nem chegaram a compor as estatísticas, já que os exemplares foram encontrados pela fiscalização em sacos plásticos, dentro dos rios, e imediatamente soltos na natureza. Os outros dois foram: seca na região de Porto Jofre, na Baixada Cuiabana, deixando o rio muito baixo e inapto para a pesca, e principalmente a intensiva fiscalização dos órgãos ambientais.

Conforme o fiscal da Coordena√ß√£o de Fiscaliza√ß√£o da Pesca da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Luci√©dio Lisboa, o pessoal este ano n√£o fez s√≥ ronda, como nos anos anteriores. Desta vez as equipes de fiscais estiveram nos principais pontos em que geralmente se concentram as irregularidades, durante 24 horas e isso dificultou muito as a√ß√Ķes criminosas.

No per√≠odo de defeso deste ano, os munic√≠pios campe√Ķes em apreens√Ķes continuaram: Cuiab√°, Pocon√© e Bar√£o de Melga√ßo, na Baixada, que totalizaram 1.100 quilos de pescado apreendidos. Outro dado importante √© que novembro, in√≠cio da piracema, concentrou a maior parte das pr√°ticas irregulares, compreendendo 42,7% das apreens√Ķes (869 quilos). Enquanto nos tr√™s meses seguintes, esse n√ļmero oscilou entre 330 e 490 quilos apreendidos.

Embora as irregularidades aconte√ßam geralmente perto da capital, uma das maiores apreens√Ķes aconteceu no √ļltimo dia do defeso, s√°bado, dia 28, em Nova Bandeirantes (210 km ao norte de Cuiab√°), regi√£o de Alta Floresta, que resultou na pris√£o de 2 pessoas por com√©rcio irregular de 252 quilos de pescado.

Outros dados
PMA-MS em fiscalizacaoNo per√≠odo de defeso 2014-2015, foram abordadas e orientadas 4.952 pessoas e vistoriados 14.644 quilos de pescado, apreendidas de 36 embarca√ß√Ķes, um ve√≠culo, tr√™s motos, quatro armas, contendo 32 muni√ß√Ķes e 26 armadilhas. As a√ß√Ķes de fiscaliza√ß√£o geraram 220 autos de inspe√ß√£o, 24 autos de infra√ß√£o, 64 termos de apreens√£o, 17 termos de doa√ß√£o e um total de R$ 73.893 em multas.

Confira os munic√≠pios onde houve apreens√Ķes de pescado: Cuiab√° (612,8), Nova Bandeirantes (252), Bar√£o de Melga√ßo (248), Pocon√© (239,2), Col√≠der (185), V√°rzea Grande (166,5), C√°ceres (119), Santo Ant√īnio do Leverger (86,35), Barra do Gar√ßas (76,6), Rondon√≥polis (45) e Diamantino (2).

Piracema
O per√≠odo de defeso teve in√≠cio no dia 1¬ļ de novembro nos rios da Bacia Hidrogr√°fica do Araguaia e 5 de novembro nos rios das Bacias do Amazonas e do Paraguai e terminou no dia 28 de fevereiro. Nesse per√≠odo, a pesca e o transporte de pescado estavam proibidos em todos os rios do Estado, inclusive na modalidade pesque e solte.

Mesmo com a libera√ß√£o da pesca desde domingo (1¬ļ de mar√ßo), os pescadores amadores devem obter Carteira de Pescador Amador, que √© obrigat√≥ria. J√° os pescadores profissionais devem fazer seu registro em uma col√īnia de pesca da sua regi√£o. V√°rios apetrechos s√£o proibidos, como tarrafa, rede, espinhel, cercado, covo, pari, fisga, gancho, subst√Ęncias explosivas ou t√≥xicas, equipamento sonoro, el√©trico ou luminoso, etc.

A pesca depredatória e outros crimes ambientais podem ser feitas por meio da Ouvidoria Setorial da Sema pelo 0800-65-3838; no site da Secretaria (www.sema.mt.gov.br), por meio de formulário, ou ainda nas unidades regionais do órgão ambiental.


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato