Últimas Notícias

Japão inicia a caça à baleia no Pacífico Norte

Baleia JubarteA missão, segundo o programa da Agência de Pesca nipónica, tem como escopo,  estudar o conteúdo do estômago e outras componentes dos exemplares capturados.

O Tribunal Internacional de Justiça (TIJ) determinou, a 31 de março de 2014, o cancelamento do programa de pesca com fins científicos no oceano Antártico por considerar que o objetivo do programa japonês não se ajusta às exigências da legislação internacional.

Após a decisão, o Japão cancelou o programa de 2014-15, mas ressalvou, no final do ano passado, que pretendia recomeçar a “investigação sobre as baleias” em 2015-16. E, em novembro, anunciou ter cortado em dois terços a sua quota de caça à baleia no Antártico, a fim de convencer a comunidade internacional de que realiza genuínas investigações científicas durante as expedições à região.

Apesar de a sentença dizer respeito apenas às campanhas na Antártida, a decisão também teve influência no programa de caça de baleias, também para fins científicos, no Pacífico Norte.

Baleeiro Japones recolhendo baleias abatidasQuatro baleeiros zarpam hoje do porto de Ayukawa, na localidade de Ishinomaki, com o objetivo de pescar um máximo de 51 rorquais (baleia-de-bossa) numa área de aproximadamente 80 quilómetros.

A campanha de caça à baleia da primavera no Pacífico Norte deve durar até ao próximo dia 26 de maio.

Além deste segundo programa de pesca científica, o Japão continua a capturar, para fins comerciais, espécies mais pequenas de cetáceos, incluindo golfinhos, junto às suas costas.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato