Últimas Notícias

MPA e Governo assinam resolução para implantação de parques aquícolas em SP

Geraldo Alkimin e Helder Barbalho assinam sesolucao de parques aquicolas em Sao PauloApós a visita do ministro da Pesca e Aquicultura, Helder Barbalho, à São Paulo no dia 23 de março, os planos de desenvolvimento no setor aquícola no Estado começaram a caminhar.

O vice-governador do Estado de São Paulo, Márcio França, e o Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, assinaram uma resolução que institui Grupo de Trabalho para elaborar o Plano de Demarcação e Implantação dos Parques Aquícolas no Estado.

Segundo França, “No mundo, o consumo de pescado em dólar é sete vezes maior do que o de carne bovina e nove vezes o de carne de frango. Esperamos que com essa resolução São Paulo se torne o maior produtor de peixe da América do Sul em dois anos”.

O secretário Arnaldo Jardim, ressaltou que o ponta pé inicial para o Programa de Piscicultura e Aquicultura foi realizada pelo Governo do Estado e pelo Ministério da Pesa e Aquicultura. “Era uma reivindicação antiga da cadeia produtiva, por meio da Câmara Setorial da Pesca e Aquicultura, que é composta por produtores de insumos, alevinos, produtores rurais e indústria de processamento. A região Noroeste paulista é a maior produtora de tilápia do Brasil e esperamos que essa resolução ajude o setor”, afirmou.

Além de São Paulo, o ministro Helder visitou mais 6 Estados considerados prioritários para o aumento da produção:, Goiás, Bahia, Pará, Ceará, Paraná e Minas Gerais.

Em todos os Estados o ministro defende o mesmo propósito, que é o destravamento do Licenciamento Ambiental para fomentar a produção nacional por meio do uso das Águas da União, uma das principais reivindicações dos produtores.​

MPA- Ministério da Pesca e Aquicultura


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato