Últimas Notícias

Chilenos aguardam julgamento por pesca ilegal na África

Thunder navio pirata de pesca ilegal afundando em Sao Tome e PrincipeQuatro chilenos esperam para ir a julgamento por fazerem parte da tripulação do “Thunder”, o navio de pesca ilegal mais procurado do mundo.

Os quatro permanecem em São Tomé e Príncipe, depois que seu navio de 61 metros de comprimento naufragou em circunstâncias misteriosas em 6 de abril.

O naufrágio foi o resultado de uma perseguição de mais de 10.000 milhas náuticas realizada plos navios “Sam Simon” e “Bob Barker” ambos pertencentes a Sea Shepherd, uma ONG australiana ambiental que surpreendeu o “Thunder” em uma área no sub-antártico protegida por acordos internacionais.

Quando eles navegavam na Zona Econômica Exclusiva (ZEE) de São Tomé e Príncipe, 110 dias depois do início da perseguição, de repente, o “Thunder” começou a afundar. Sua tripulação embarcou em 40 botes salva-vidas e foram resgatados por voluntários da Sea Shepherd, que os entregou às autoridades do país.

Acusação
Segundo a ONG, os chilenos são o capitão do “Thunder” Luis Rubio Cataldo (48, de Valparaiso, Valparaiso Region); o engenheiro Luis Mardones Morales (59, Valparaiso), e os tripulantes Gerardo Hernandez Subiabre (49) e José Carrion Alvarado (52), ambos de Puerto Montt (Região de Los Lagos).

Toothfish um dos peixes mais cobicados nos USA e no JapaoA Sea Shepherd acredita que o capitão tenha afundado seu navio deliberadamente para ocultar provas de pesca ilegal. “À medida que o navio foi afundando, ele aplaudiu e comemorou. Ele parecia expressar uma sensação de alívio “, disse o capitão Peter Hammarstedt  do navio “Bob Barker”. “É muito estranho um capitão que vê o seu navío afundar ter esse tipo de comportamento”, acrescentou.

O “Thunder” praticava a pesca ilegal do toothfish, um peixe cujo a carne é de sabor intenso e textura firme e é um dos mais cobiçados nos Estados Unidos e no Japão, chamado pelos pescadores de “ouro branco”.

Protegido pela Comissão de Conservação dos Recursos Vivos Marinhos Antárticos (CCAMLR), a pesca da espécie está sujeita a uma regulamentação estrita que exige certificar a sua origem legal. Este ano, o Chile aprovou uma quota de captura de duas mil toneladas.

Apesar de ter sido impedida a pesca nas águas da Antártida desde 2006, o “Thunder” teria operado como um pirata por uma década e obtido ume receita ilegal de US $ 76 milhões, de acordo com a Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol), citado pelo The New York Times.

Thunder navio pirata de pesca ilegal sendo perseguido em Sao Tome e Principe“Suspeita-se que o ‘Thunder’ violou as leis e regulamentos de vários países e convenções internacionais, e que está envolvido em fraudes e outros crimes relacionados com a pesca”, disse a Interpol.

O que diz o governo Chileno
A Subsecretaria de Pesca e Aquicultura (Subpesca) do Chile confirmou que Morales Rubio foi punido este ano por um relatório sobre ilegalidades, também a bordo do “Thunder”, apresentado pela Austrália. Enquanto o engenheiro foi multado em 25 UTM (1,1 milhões dólares americanos), o capitão teve uma multa no valor de 450 UTM (19.800 mil dólares) e uma suspensão de seu título por 18 meses.

Kalua Barco Hotel


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato