Últimas Notícias

PMA prende homem com 17 kg de pescado e 900m de redes no MS

PMA prende homem com 17 redes de pesca e 17kg de pescado no MSPoliciais Militares Ambientais de Bataguassu (MS) realizaram uma operação de fiscalização, na sexta-feira (14) e ontem, encerrada hoje, no lago da usina Sérgio Motta, no rio Paraná naquele município e prenderam um pescador que utilizava na pescaria 900 metros de redes armados no rio.

Os policiais surpreenderam o infrator no momento em que ele estava em uma embarcação e retirava peixes das redes que havia armado, acompanhado de um adolescente. Com o infrator foram apreendidas 19 redes de pesca, medindo 900 metros, um barco, um motor de popa e 7 kg de pescado, que estavam dentro do barco. Durante a retirada das redes armadas, a PMA ainda soltou cerca de 10 kg de peixes que estavam vivos e presos aos petrechos proibidos.

O rapaz, de 32 anos, residente em Bataguassu recebeu voz de prisão e foi conduzido, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Bataguassu, onde foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca precatória. A pena prevista é de um a três anos de detenção. A prisão foi realizada no primeiro dia da operação. O infrator também foi multado em R$ 1.000,00. O adolescente foi apenas advertido e orientado sobre a infração.

O uso de petrechos proibidos do tipo redes de pesca é muito comum na região, pois, nos lagos das Usinas Hidrelétricas do rio Paraná, este petrecho é permitido para o pescador profissional, desde que identificado e com malha de tamanho de 140 milímetros. Ocorre que muitos pescadores profissionais armam redes com malha menor à permitida e não identificam, além de pescadores amadores utilizarem estes petrechos sem previsão legal, o que caracteriza crime ambiental. Também armam redes emendadas, às vezes com mais de 2 km, sendo que a legislação só permite no máximo 100 metros, localizadas a pelo menos 150 metros uma da outra.

PMA-MS


Deixe o seu Comentário - Dúvidas e perguntas envie um email para contato@pescamadora.com.br