Últimas Notícias

Pescadores e ribeirinhos do rio Doce receberão auxílio financeiro

Pescadores e ribeirinhos afetados pela tragedia ambiental no Rio Doce 2Pescadores, agricultores e demais famílias ribeirinhas que vivem às margens do rio Doce, em Minas Gerais e no Espírito Santo, e dependem do curso d’água para o próprio sustento vão começar a receber auxílio financeiro da Samarco a partir da próxima sexta-feira (11).

A informação é da empresa, que comunicou que na semana que vem vai entregar os cartões com os auxílios para as pessoas que tiveram comprometidas as rendas por causa do rompimento da barragem Fundão. A enxurrada de lama atingiu o rio Doce, impedindo a pesca e extração de areia e pedra.

O auxílio integra o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) acertado pela Samarco e pelo Ministério Público do Trabalho dos dois estados. Em visita a Belo Horizonte no último dia 23, o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, já havia adiantado que solicitaria o auxílio à mineradora.

“A entrega dos cartões será feita progressivamente, à medida que a Samarco receber os cadastros das famílias que estão sendo levantados pela consultoria internacional Golder Associates, do Canadá. Assim que a Golder realiza o cadastro, a Samarco entrega o cartão em até dez dias”, explicou a empresa.

Valor do Auxílio
Cada família irá receber mensalmente um salário mínimo, mais um adicional de 20% para cada um dos dependentes, além de uma cesta básica no valor de R$ 338,61. A Samarco garantiu que o crédito será realizado até o 5º dia útil de cada mês. “O auxílio financeiro não representa nenhuma indenização por perdas e danos e é pago mesmo que a família receba benefícios sociais como o Bolsa Família e aposentadoria”, frisou.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato