Últimas Notícias

Pescadores e ribeirinhos do rio Doce receberão auxílio financeiro

Pescadores e ribeirinhos afetados pela tragedia ambiental no Rio Doce 2Pescadores, agricultores e demais fam√≠lias ribeirinhas que vivem √†s margens do rio Doce, em Minas Gerais e no Esp√≠rito Santo, e dependem do curso d’√°gua para o pr√≥prio sustento v√£o come√ßar a receber aux√≠lio financeiro da Samarco a partir da pr√≥xima sexta-feira (11).

A informa√ß√£o √© da empresa, que comunicou que na semana que vem vai entregar os cart√Ķes com os aux√≠lios para as pessoas que tiveram comprometidas as rendas por causa do rompimento da barragem Fund√£o. A enxurrada de lama atingiu o rio Doce, impedindo a pesca e extra√ß√£o de areia e pedra.

O aux√≠lio integra o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) acertado pela Samarco e pelo Minist√©rio P√ļblico do Trabalho dos dois estados. Em visita a Belo Horizonte no √ļltimo dia 23, o ministro da Integra√ß√£o Nacional, Gilberto Occhi, j√° havia adiantado que solicitaria o aux√≠lio √† mineradora.

“A entrega dos cart√Ķes ser√° feita progressivamente, √† medida que a Samarco receber os cadastros das fam√≠lias que est√£o sendo levantados pela consultoria internacional Golder Associates, do Canad√°. Assim que a Golder realiza o cadastro, a Samarco entrega o cart√£o em at√© dez dias”, explicou a empresa.

Valor do Auxílio
Cada fam√≠lia ir√° receber mensalmente um sal√°rio m√≠nimo, mais um adicional de 20% para cada um dos dependentes, al√©m de uma cesta b√°sica no valor de R$ 338,61. A Samarco garantiu que o cr√©dito ser√° realizado at√© o 5¬ļ dia √ļtil de cada m√™s. “O aux√≠lio financeiro n√£o representa nenhuma indeniza√ß√£o por perdas e danos e √© pago mesmo que a fam√≠lia receba benef√≠cios sociais como o Bolsa Fam√≠lia e aposentadoria”, frisou.


Deixe o seu Comentário - Dúvidas e perguntas envie um email para contato@pescamadora.com.br