Últimas Notícias

PF indicia Vale, presidente e diretores da Samarco por tragédia em Mariana

Ricardo Vescovi - Presidente da SamarcoA Polícia Federal informou na tarde desta quarta-feira (13) que indiciou a Samarco, a Vale(dona da Samarco), a empresa VogBR Рconsultoria que emitiu o laudo que atestou a estabilidade da barragem de Fundão Рe sete executivos e técnicos por crimes ambientais provocados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana.

Segundo a corpora√ß√£o, entre os indiciados est√° o diretor-presidente da Samarco, Ricardo Vescovi. Tamb√©m foram indiciados o coordenador de monitoramento das barragens, a gerente de geotecnia, o gerente geral de projetos e respons√°vel t√©cnico pela barragem de Fund√£o, o gerente geral de opera√ß√Ķes, o diretor de opera√ß√Ķes, e o engenheiro respons√°vel pela declara√ß√£o de estabilidade da barragem em 2015 da empresa que atestou a estabilidade das barragens.

A polícia especificou cargos, mas, não mencionou os nomes dos indiciados em nota enviada a imprensa. A corporação também não especificou a que crimes as empresas e os profissionais foram responsabilizados.

  • Biologo estima que onda de lama do Rio Doce atinja 10 Mil km de litoral no ES 2Em nota, a Samarco afirmou que n√£o concorda com o indiciamento dos profissionais “porque at√© o presente momento n√£o h√° uma conclus√£o pericial t√©cnica das causas do acidente”.
  • A Vale disse que n√£o vai comentar o indiciamento da empresa.
  • A VogBR a empresa informou que n√£o foi comunicada oficialmente e que, por enquanto, n√£o iria se pronunciar.

A Polícia Federal investiga crimes ambientais relacionados ao rompimento da barragem de Fundao, como a devastação do Rio Doce, que é um bem da união. A corporação informou que outros indiciamentos podem ocorrer durante a investigação.

A investigação sobre as mortes está sob responsabilidade da Polícia Civil de Minas Gerais.

Portal G1 – Globo.com


Deixe o seu Comentário - Dúvidas e perguntas envie um email para contato@pescamadora.com.br