Últimas Notícias

PMA prende dois por pesca ilegal e apreende 60 kg de pescado no Rio Cuiab√°-MT

PMA aborda duas pessoas praticando pesca ilegal no Rio Cuiaba-MTUma equipe do Batalhão Ambiental registra vídeo onde dois homens são abordados praticando pesca ilegal no Rio Cuiabá, próximo a Ponte Sergio Mota. Durante a abordagem, um dos infratores se desespera e tenta fugir pulando na água.

No vídeo é possível ver os policiais saindo em rondas pelo rio em um barco, ao avistarem a canoa, os PMs se aproximam apontando armas aos dois jovens que já haviam capturado quatro pintados, totalizando 60 quilos. No barco também foi encontrada uma rede, o que é proibido e caracteriza a prática ilegal.

O flagrante aconteceu por volta das 15h de ontem (17), o rapaz que chegou a pular no rio para não ser preso, acabou detido pela fiscalização e encaminhado para a Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema).

Conforme o superintende de Fiscaliza√ß√£o, major da PM Fagner Nascimento, a opera√ß√£o de combate aos crimes ambientais durante o per√≠odo de piracema continua com a√ß√Ķes de preven√ß√£o nos rios por meio de patrulhamento fluvial, evitando a mortandade e retirada de peixes, assim como patrulhamentos terrestres nas vias de acesso aos rios, limitando o escoamento de pescado ilegal, conjuntamente com policiais militares do Batalh√£o de Pol√≠cia Ambiental.

ASSISTA O V√ćDEO NO MOMENTO DA ABORDAGEM

Ele explica que a falta de consci√™ncia de alguns pescadores √© uma das principais causas da pesca depredat√≥ria. Com o per√≠odo de chuvas as a√ß√Ķes ilegais tendem a se intensificar. ‚ÄúMas as nossas equipes t√™m redobrado os esfor√ßos no sentido de evitar tais a√ß√Ķes il√≠citas‚ÄĚ.

A pesca só será liberada novamente a partir do dia 29 de fevereiro de 2016. Quem desrespeitar a legislação poderá ter o pescado e os equipamentos apreendidos, além de levar multa de R$ 1 mil a R$ 100 mil, com acréscimo de R$ 20 por quilo de peixe encontrado.

Den√ļncias
A pesca depredatória e outros crimes ambientais podem ser denunciadas por meio da Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838; no site da Sema, por meio de formulário; ou ainda nas unidades regionais do órgão ambiental.


Deixe o seu Comentário - Dúvidas e perguntas envie um email para contato@pescamadora.com.br