Últimas Notícias

PMA apreende 1.372m de redes utilizadas na pesca ilegal durante fiscalização no PR

PMA apreende 76 redes utilizadas na pesca ilegal durante fiscalizacao no Parana 2Durante patrulhamento aquático, a Polícia Ambiental realizou a maior apreensão de equipamentos de pesca predatória e armas do período da Piracema 2015/2016. Desta vez, a ocorrência foi registrada no Rio Potinga, no município de Rebouças-PR, durante a madrugada de sábado, 20. O trabalho durou cerca de 10 horas. Os policiais também realizaram diligências pelos municípios de Rio Azul e São Mateus do Sul.

Durante a manhã de sábado, os policiais localizaram diversas redes armadas. Três suspeitos, de 34, 51 e 61 anos, foram abordados em um rancho localizado às margens do rio. No local, foram encontradas uma carabina calibre 22, com uma lanterna e uma mira ótica, além de três estojos deflagrados, 45 munições intactas e um estojo calibre 24. No rancho, foi encontrada também uma armadilha de caça, conhecida como “canhão”, uma rede de nylon com 10 metros de comprimento, e quase 4kg de chumbo, entre outros objetos. Os três suspeitos foram conduzidos para a Delegacia de Rebouças.

Ainda durante o patrulhamento aquático, foram localizadas 76 redes de malhas, dentre elas, 12 redes feiticeiras de duas malhas. Ao todo, a Polícia Ambiental apreendeu 1.372 metros lineares de redes utilizadas na pesca predatória. O material foi apreendido e encaminhado ao Posto da Polícia Ambiental de Vila Velha, em Ponta Grossa-PR, de onde será encaminhado para uma entidade responsável pela reciclagem do material.

Os peixes que foram encontrados vivos foram soltos novamente no rio. Outros 6 kg de peixes encontrados já mortos  acabaram se deteriorando e foram descartados. Os responsáveis por estes materiais não foram localizados.

A Polícia Ambiental informa que a pesca de espécies nativas no período da piracema, que vai de 1º de novembro a 28 de fevereiro de cada ano, ou com equipamentos proibidos, como é o caso de redes, é considerada crime ambiental, de acordo com o artigo 34 da Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal nº 9.605/98). A pena para este tipo de crime é de 01 a 03 anos de reclusão e multa, além de sanções administrativas.

Denúncias podem ser feitas ao Posto Policial Militar Ambiental de Vila Velha pelo telefone
(42) 3228-1581

Kalua Barco Hotel


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato