Últimas Notícias

Sema apreendeu quase duas toneladas de peixes e aplicou mais 200 mil reais em multas no MT

Sema apreendeu quase duas toneladas de peixes e aplicou mais 200 mil reais em multas no MTO período de piracema nos rios de MT está chegando ao fim. No dia 29 de fevereiro, encerra-se os quatro meses em que a pesca ficou proibida nas principais Bacias Hidrográficas do estado.

A proibição se faz necessária porque é nessa época, de novembro ao início de março, que maioria das espécies de peixes sobem até as nascentes dos rios para se reproduzirem. De acordo com um balanço parcial da Sema – Secretaria de Meio Ambiente, as equipes de fiscalização apreenderam mais de uma tonelada e meia de pescado, dezenas de equipamentos usados em pescaria e aplicaram cerca de 230 mil reais em multa.

Para o superintendente de fiscalização do órgão, major Fagner Augusto do Nascimento, o trabalho surtiu efeito positivo. “Os números de apreensões, multas e prisões deixa claro que o sistema de fiscalização está atento e funciona.” O militar ressalta que o grande desafio é fazer as pessoas entenderem a importância da preservação.

Quem pratica a pesca irregular ou predatória? O ribeirinho, o pescador profissional que tem a atividade como meio de ganhar o sustento da família ou pessoas que querem levar vantagem de forma ilícita e criminosa.

O major explica que pescar durante a piracema é crime, e da cadeia, multa, apreensão de equipamentos e outras sansões. Ele esclarece que a pessoa que compra o peixe nesse período também comete crime ambiental.

Para denunciar pesca ilegal ou qualquer outro crime ambiental, basta ligar para 65 3613-7394, específico para o período da piracema, o 0800 65 3939 ou pelo site: www.sema.mt.gov.br


Deixe o seu Comentário - Dúvidas e perguntas envie um email para contato@pescamadora.com.br