Últimas Notícias

Governo do Estado discute ordenamento da pesca esportiva no Alto Rio Negro-AM

Governo do Estado discute ordenamento da pesca esportiva no Alto Rio Negro-AMA Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), em parceria com a Secretaria de Estado de Produ√ß√£o Rural (Sepror), Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) e Instituto de Prote√ß√£o Ambiental do Amazonas (Ipaam), se reuniu na manh√£ desta ter√ßa-feira (22), no Centro de Conven√ß√Ķes Vasco Vasques, para discutir o ordenamento da pesca esportiva no Alto Rio Negro, visando a temporada do segmento tur√≠stico que tem in√≠cio mais forte a partir do segundo semestre deste ano.

A proposta é organizar a atividade levando em consideração todo o trabalho que já vem sendo feito pela Sepror, Sema e Ipaam, no ordenamento da pesca como um todo, e pensar a pesca esportiva dentro dessa cadeia produtiva, transformando-a em uma atividade geradora de riquezas para as comunidades locais, a partir de um diálogo com os operadores da iniciativa privada.

pesca-esportivaSegundo a presidente da Amazonastur, Oreni Braga, a pesca esportiva no Amazonas deve seguir uma normatização que difere das demais atividades da cadeia de pesca, visto que não envolve só propriamente a pesca, mas o envolvimento comunitário, que seja: capacitação da comunidade; empregabilidade ou ocupação desses comunitários na atividade; regulamentação dos locais para a pratica; divulgação e promoção do destino nos mercados alvos, além de uma fiscalização e monitoramento constante, com vistas a evitar um desenvolvimento predatório, tanto para as espécies do peixe alvo, como da situação social local.

‚ÄúPara que as a√ß√Ķes sejam efetivamente trabalhadas, est√° sendo montado um cronograma de atividades, envolvendo os √≥rg√£os estaduais e as comunidades, afim de levantar efetivamente a real situa√ß√£o e adotar medidas proativas com vistas ao ordenamento e, a partir de ent√£o, a realiza√ß√£o das a√ß√Ķes de ponta como um Campeonato Mundial e as a√ß√Ķes promocionais nos mercados, em especial, nos Estados Unidos da Am√©rica‚ÄĚ, disse Oreni Braga.

Para o secret√°rio da Sepror, Sidney Leite, a pesca esportiva ou amadora √© um dos itens incluso numa proposta macro sobre a legisla√ß√£o e o ordenamento pesqueiro que vem sendo desenhada com as m√£os do setor produtivo, do meio ambiente e agora do turismo. ‚ÄúNosso cuidado √© aliar a pesca esportiva com gera√ß√£o de renda e fazendo com que a comunidade local tenha participa√ß√£o direta nessa atividade‚ÄĚ, completou

Os beneficios da pesca esportiva e o conceito do pesque e solte 3N√ļmeros
O Amazonas tem um grande potencial para o turismo de pesca esportiva. Hoje, somente os munic√≠pios de Barcelos e Santa Izabel do Rio Negro recebem pelo menos 5 mil turistas estrangeiros por ano, sendo 90% americanos. Quando se trata de n√ļmeros de turistas nacionais, esses munic√≠pios recebem cerca de 10 mil por ano.

‚ÄúEm m√©dia, 50 barcos hot√©is operam no Rio Negro e seus afluentes e tem movimentado pelo menos R$ 70 milh√Ķes/ano (faturamento bruto) no Estado do Amazonas‚ÄĚ, finalizou Oreni Braga.

Portal Barcelos na Net


Deixe o seu Comentário - Dúvidas e perguntas envie um email para contato@pescamadora.com.br