Últimas Notícias

Ibama recolhe 12 redes de pesca e 3 tartarugas mortas na Foz do Rio Itapemirim-ES

Ibama recolhe 12 redes de pesca e 3 tartarugas mortas na Foz do Rio Itapemirim-ESAgentes do Ibama, Polícia Ambiental e a Secretaria de Meio Ambiente de Marataízes (ES), realizaram uma ação na manhã desta quarta-feira (10), que teve como objetivo recolher redes de pesca que estavam a menos de mil metros da foz do rio Itapemirim. Mais de mil metros de redes foram recolhidas durante a operação. Quatro tartarugas marinhas foram encontradas nas redes, sendo que três estavam mortas.

De acordo com o agente ambiental do Ibama, Guilherme Gomes de Souza, a a√ß√£o visa a preserva√ß√£o das esp√©cies mar√≠timas. ‚ÄúVejo que a maior import√Ęncia da a√ß√£o n√£o √© prejudicar o pescador, A ou B. Pelo contr√°rio, estamos trabalhando para que o pescador encontre no futuro as esp√©cies vivas, para que possa continuar sustentar suas fam√≠lias e garantir que as futuras gera√ß√Ķes possam viver desse recurso pesqueiro‚ÄĚ, explica.

Ibama recolhe 12 redes de pesca e 3 tartarugas mortas na Foz do Rio Itapemirim-ES 2Quando a embarca√ß√£o se preparava para percorrer a regi√£o, foram encontradas quatro tartarugas marinhas presas em redes, sendo tr√™s mortas e uma viva. ‚ÄúNa sa√≠da, para embarcar, pegamos algumas redes que tinham tartarugas mortas e uma viva, que foi solta. A solicita√ß√£o da a√ß√£o partiu da Secretaria de Meio Ambiente, que j√° tinha realizado outra anteriormente‚ÄĚ, continua o agente.

No total foram recolhidas 12 redes que somadas ultrapassaram 1.000 metros de extens√£o. Guilherme ressaltou que a os pescadores continuam descumprindo a proibi√ß√£o. ‚ÄúConstatamos que segue sendo descumprida a proibi√ß√£o de rede na foz do rio Itapemirim. Muitas esp√©cies utilizam essa entrada do rio para se reproduzir, uma delas √© o robalo. E essas redes impedem a passagem desse peixe. Esse local est√° proibido por ser uma √°rea vulner√°vel. As redes s√£o colocadas dolosamente, premeditadamente, justamente porque o peixe n√£o tem como se defender‚ÄĚ, comenta.

Para completar, o agente do Ibama ressaltou que crime ambiental est√° sujeito a multa. ‚ÄúSe for flagrado o pescador ou identificado o dono da rede, ele ser√° multado com base na Lei de Crimes Ambientes e do Decreto Federal. Essa legisla√ß√£o estabelece em um √ļnico ato tr√™s sans√Ķes: a administrativa, a penal e a civil. A multa vai de acordo com a quantidade de rede e de peixes, podendo variar de R$ 700,00 mais R$ 10,00 por quilo do produto‚ÄĚ, completa.


Deixe o seu Comentário - Dúvidas e perguntas envie um email para contato@pescamadora.com.br