Últimas Notícias

Pesque-solte está liberado no rio Paraguai a partir de quarta-feira no estado do MS

Começa nessa quarta-feira (1), o período de pesque-solte no rio Paraguai em Mato Grosso do Sul. A fase que antecede a abertura da pesca pós piracema, é marcada por maior fiscalização na tentativa de coibir ou flagrar crimes ambientais.

De acordo com a Polícia Militar Ambiental, o trabalho estratégico nesse período é feito desde 2009. O policiamento é reforçado nos municípios de Corumbá (MS) e Porto Murtinho (MS), nas fronteiras com o Paraguai e Bolívia e na divisa com o Mato Grosso.

Equipes da Campo Grande serão deslocadas para o reforço da fiscalização na calha do rio Paraguai. O objetivo de evitar que os pescadores que vão pescar na modalidade pesque-solte não matem o peixe. Se isso ocorrer, a pessoa será presa por pesca predatória.

Pesca Proibida
Com exceção do pesque-solte no rio Paraguai, a pesca continua fechada nos demais rios do Estado. Nas Lagoas das Usinas do Rio Paraná, continua liberada a pesca de espécies exóticas/introduzidas ou híbridas, sendo para o pescador amador permitida a captura de 10 kg mais um exemplar das espécies tucunaré, corvina, tilápia, bagre africano, etc. Para o pescador profissional não existe cota de captura destas espécies, desde que não utilize apetrechos proibidos, incluindo redes de pesca.

O desrespeito à legislação pode levar infratores a serem presos e encaminhados à Delegacia de Polícia Civil para auto de prisão em flagrante. Se condenados, podem pegar pena de um a três anos de detenção. Além de ter todo o material de pesca e mais motor de popa, barcos e veículos utilizados na infração apreendidos e de multa entre R$ 700 e R$ 100 mil, mais de R$ 20 por Kg do pescado irregular.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato