Últimas Notícias

Após uma década, transposição do rio São Francisco é inaugurada

Aconteceu nessa sexta-feira (10), com a participação do presidente Michel Temer, em Campina Grande (PB), a cerimônia de chegada das águas do rio São Francisco no estado. Em seguida, o presidente e outras autoridades foram até os municípios de Sertânia e Monteirono para acompanhar a passagem da transposição.

Na ocasião, o deputado Gervásio Maia falou da importância da transposição das águas do São Francisco para o Estado. “Estamos vivenciando um momento histórico que ficará marcado na memória de milhões de paraibanos”, ressaltou.

O governador Ricardo Coutinho destacou o avanço que a Paraíba terá a partir da transposição. “Isto significa desenvolvimento econômico, que será percebido daqui a dez, quinze anos. A transposição significa um avanço na organização das comunidades historicamente esquecidas e sofridas. Esta é uma conquista histórica do povo paraibano”, disse.

O presidente Michel Temer declarou que a transposição foi executada por vários governos. “Uma obra de vários governos que merece o aplauso de todos. As águas do São Francisco trarão vida a regiões historicamente castigadas pela seca”, observou.

O deputado Edmilson Soares afirmou que o dia 10 de março ficará marcado na memória dos paraibanos. “Um dia importante, ver a água chegar nesse solo seco, matando a sede do homem do campo, dos animais e beneficiando a agricultura, isto é progresso”, destacou.

O projeto de Transposição do rio São Francisco tem dois eixos, o Norte, em fase de conclusão, com 260 quilômetros, e o Leste, com 217 quilômetros, que foi inaugurado na sexta-feira passada. O projeto basicamente prevê a captação e o transporte da água do rio com o uso de canais de concreto, galerias subterrâneas, bombeamento hidráulico e a criação de reservatórios, de forma a garantir o abastecimento de rios e açudes nas áreas mais secas do Nordeste.

A obra foi iniciada em 2007, no governo de Luís Inácio Lula da Silva, sob forte oposição, especialmente de ambientalistas. A previsão inicial é que seria concluída em três anos, em 2010, ao custo de R$ 6,6 bilhões.

Consórcios com grandes construtoras, como OAS, Mendes Júnior e Galvão Engenharia eram responsáveis pela obra. Em 2013, porém, foram substituídas sem que tivessem concluído os trabalhos. Até agora, o projeto já consumiu quase R$ 10 bilhões. A previsão é que o trecho Norte seja entregue até o fim deste ano.

A Transposição do rio São Francisco
Em Monteiro, 33 mil pessoas serão beneficiadas diretamente com as águas do São Francisco. A água, a partir da barragem Poções, percorrerá o Rio Paraíba até a barragem Boqueirão (Epitácio Pessoa) para reforçar o abastecimento da região metropolitana de Campina Grande. O Projeto de Integração do Rio São Francisco possui 477 km de extensão, divididos nos eixos Leste e Norte e beneficiará 12 milhões de pessoas entre Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará.⁠⁠⁠⁠

Kalua Barco Hotel


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato