Últimas Notícias

PMA autua infratores em mais de R$ 3.000 Mil por pesca ilegal em MS

A PMA vem intensificando gradativamente a fiscalização preventiva nos rios do estado do Mato Grosso do Sul, para evitar a pesca predatória e retirar petrechos ilegais armados, que possam depredar os cardumes, bem como em estradas do Estado, para reprimir  quem insistem em praticar a pesca predatória.

Durante fiscalização realizada na tarde desse domingo (03), na BR 262, Policiais Militares Ambientais do Grupamento da Polícia Militar Ambiental do Posto Avançado do Taquarussu, no município de Anastácio (MS), abordaram  um veículo onde dois pescadores amadores, residentes Manduri (SP), transportavam 23 kg de pescado das espécies pacu, piavuçu e curimbatá ilegalmente.

Os pescadores não possuíam a licença de pesca. O pescado foi apreendido e os infratores, de 21 e 44 anos, foram autuados administrativamente e multados em R$ 1.160,00 cada um. A falta de licença de pesca não se caracteriza como crime, mas são infrações administrativas, com previsão de multa e apreensão do produto da pesca.

Outra equipe da Polícia Militar Ambiental do Grupamento do Distrito de Águas do Miranda, em Bonito (MS), prendeu um pescador, residente em Campo Grande (MS), por pesca e transporte de produto da pesca predatória. A PMA abordou um veículo Fiat Strada na rodovia MS 345, na noite desse  domingo(3), onde localizou três exemplares de peixes da espécie pacu, que foram capturados no rio Miranda, sendo todos os exemplares fora da medida permitida pela legislação.

O infratorfoi autuado administrativamente e multado em R$ 780,00. Ele foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Anastácio (MS) onde foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca e transporte de produto da pesca predatória, com pena prevista de uma a três anos de detenção.

Todo o pescado, fruto das apreensões, foram doados para instituições filantrópicas de Anastácio (MS).


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato