Últimas Notícias

Defeso da piracema termina em parte dos rios de Mato Grosso

A secretaria de Meio Ambiente do estado de Mato Grosso confirmou o fim do período de defeso, ficando liberada a pesca nos rios do estado a partir desta quinta-feira (1).

Mesmo com a pesca liberada em alguns rios do estado, a secretaria informa que nos “trechos de rios federais que fazem divisa com outros Estados, a proibição se estende até o dia 28 de fevereiro”, sendo que a pesca será liberada apenas a partir de 1º de março nos rios rios Juruena, Teles Pires ou São Manuel, Capitão Cardoso, Tenente Marques, Iquê, Cabixi, Guaporé, Verde e Corixo Grande, que pertencem à Bacia Amazônica e divisa com os Estados do Amazonas, Pará, Rondônia e a Bolívia, além do Araguaia, que pertence à Bacia Hidrográfica do Araguaia-Tocantins e faz divisa com Mato Grosso Tocantins e Goiás.

O mesmo critério vale para os rios Paraguai, Itiquira, Piquiri, Correntes, do Peixe e Ribeirão Furna, da Bacia do Paraguai, que fazem divisa com Mato Grosso do Sul.

A Sema também informa que, mesmo com a liberação da pesca, devem ser respeitadas algumas regras. Não são permitidos determinados apetrechos: tarrafa, rede, espinhel, cercado, covo, pari, fisga, gancho, garateia pelo processo de lambada, substâncias explosivas ou tóxicas, equipamento sonoro, elétrico ou luminoso.

Entre as algumas das medidas mínimas dos peixes estão: piraputanga (30 cm), curimbatá e piavuçu (38 cm), pacu (45 cm), barbado (60 cm), cachara (80 cm), pintado (85 cm) e jaú (95 cm).


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato