Últimas Notícias

PMA flagra pesca ilegal e aplica R$ 109 mil em multas em Santa Vitória (MG)

Durante o patrulhamento preventivo com utilização de embarcação os militares, além do combate tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, também realizaram a fiscalização a de pesca predatória, caça ilegal e dentre outros crimes ambientais, os policiais também orientam as pessoas sobre dúvidas que tenham referente a atividades ligadas legislação ambiental.

A Policia Militar Ambiental como polícia ostensiva de preservação da ordem pública, leva segurança as pessoas que frequentam os mananciais, como lagos, cachoeiras e reservatórios de usinas hidrelétricas.

Assim sendo as famílias podem ter uma atividade de lazer segura, e caso queiram praticar a pesca que sigam as determinações legais, ou seja, esteja com sua licença “carteirinha” de pesca, só pesque em locais e com materiais permitidos a sua categoria dentre outras imposições normativas, faça uma “pesca legal”.

Os policiais militares ambientais avistaram uma embarcação em atitude suspeita com duas pessoas, no ribeirão em Santa Vitória (MG), ainda na madrugada dessa segunda-feira (26), o que chamou a atenção dos militares.

As equipes fizeram a abordagem, sendo constato que os infratores não possuíam licença de pescador profissional e estavam praticando a pesca com utilização de 20 redes totalizando 1.000 metros lineares e/ou 1500 m².

Diante dos fatos, em face a utilização de apetrecho proibido (rede) para sua categoria (amadora) e em local proibido, foram tomadas as devidas providências pela prática de Crime Ambiental.

O abordado de 39 anos de idade e o outro de 40 anos de idade foram presos em flagrante delito por cometimento de Crime Ambiental de pesca ilegal, conforme prevê artigo 34 da Lei Federal 9605/98 ” Lei dos Crimes Ambientais” e conduzidos a Delegacia da Polícia Civil de Santa Vitória para providências de Polícia Judiciária.

Foram apreendidos 1000 metros lineares de rede e/ou 1500 m², além de 49,5 quilos de pescado.

Autuação administrativa de 16.800 UNIDADE FISCAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS – UFEMG, o que em reais da um valor de R$ 54.623,52 para cada autuado.

A Polícia Militar de Meio Ambiente conta com apoio da população para que, quem tiver informação que esteja ocorrendo crime ambiental em sua localidade, que faça a denúncia de forma consciente e com maior número de detalhes no número 181 (ligação gratuita e anônima) assim o trabalho dos policiais militares ambientais pode ser mais efetivo.

O pescado apreendido será avaliado por médico veterinário se estiver em condições de consumo será doado, caso contrário descartado.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato