Últimas Notícias

IGFA não reconhece tucunaré-açú capturado no Rio Marié (AM) como novo Recorde Mundial

O recorde mundial do maior tucunaré-açú (chila temensis), oficialmente homologado continua sendo do Brasileiro Andrea Zaccherini de Cravinhos com um exemplar capturado no dia 03 de novembro de 2010, no município de Santa Izabel do Rio Negro, na Amazônia Brasileira, pesando 29 LB 1 OZ (13,19 kg) e medindo 94 cm.

Conforme divulgou em seu perfil no facebook em dezembro/2017, a IGFA informou que o pescador Marcel Griot enviou a documentação para análise de um novo recorde do tucunaré-açú (chila temensis), fisgado no dia 22 de novembro de 2017, no Rio Marie, território Indígena (TI Médio Rio Negro II) na Amazônia Brasileira, porém, depois de verificados, a entidade concluiu que não seria possível homologar o recorde por entender que faltou dados consistentes na documentação, a qual não seguiu com o rigor que deve ser adotado para uma aferição.

Segundo o formulário da IGFA, algumas recomendações não foram adotadas, como por exemplo o envio do pedaço da linha utilizada na captura e o fato de o peixe ter sido pesado somente dentro do barco, o que de acordo com as regras, deve ser pesado e fotografado em terra firme.

Na documentação, foi informado que o exemplar pesou 30 LB 1 OZ (13,65 kg), o que superaria o atual recorde em apenas 01 LB ou 0,45 g. Com a negativa da entidade, prevalece o recorde anterior conquistado por Zaccherini de Cravinhos, o que não ofusca a grandeza da captura feita pelo pescador Marcel Griot.

Recordes Anteriores:


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato