Últimas Notícias

PF prende quadrilha que fraudava benefício do seguro concedido a pescadores

Durante a a√ß√£o “Opera√ß√£o Jo√£o XXI” que investiga uma organiza√ß√£o criminosa que fraudava a concess√£o de seguro defeso (concedida a pescadores no per√≠odo em que pesca √© proibida para a preserva√ß√£o de esp√©cies) , 18 pessoas foram presas na manh√£ dessa ter√ßa-feira (31) pela Pol√≠cia Federal,¬†dentre elas, 8 servidores p√ļblicos federais est√£o na rela√ß√£o. Estima-se que o preju√≠zo aos cofres p√ļblicos passe de R$ 69 milh√Ķes.

Os policiais cumpriram 18 mandados de prisão preventiva e 25 de busca e apreensão em Caxias do Sul (RS), Belém (PA); e nos municípios de Macapá, Santana, Laranjal do Jari e Almeirim, no Amapá. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Caxias do Sul.

“Foram realizadas ainda buscas na Superintend√™ncia Regional do Minist√©rio do Trabalho, em Macap√°, e nas unidades do Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Macap√°, Santana e Laranjal do Jari”.

Entre os presos, nove servidores p√ļblicos do minist√©rio e do Sine. Eles devem responder pelos “crimes de peculato, inser√ß√£o de dados falsos em sistema de informa√ß√Ķes, organiza√ß√£o criminosa e lavagem de dinheiro, cujas penas podem superar 40 anos de pris√£o”.

A operação
Intitulada de Jo√£o XXI em refer√™ncia √† “passagem b√≠blica que fala sobre a pesca milagrosa”, a opera√ß√£o √© um desdobramento da Opera√ß√£o Timoneiro, deflagrada em abril deste ano. Na ocasi√£o, um servidor do Minist√©rio do Trabalho, lotado em Caxias do Sul, foi preso sob a acusa√ß√£o de conceder 6.988 benef√≠cios fraudulentos, alguns, para cidades que sequer s√£o banhadas por mar ou rio.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato