Últimas Notícias

Dicas de Manutenção

Uma das prioridades após uma pescaria, é a higienização do equipamento de pesca, desde os anzóis até as carretilhas. O simples fato de lavar as tralhas logo após o uso, pode garantir uma longevidade e melhor desempenho do seu equipamento de pesca. Abaixo listamos algumas dicas que podem ser aplicadas em casa, caso não sinta segurança em executá-las, procure um profissional do ramo.

manutencao-geral

Nunca use: Graxa Grafitada (cinza), ela desgasta todas as peças internas provocando folgas e consequentemente quebras;

Nunca use: Vaselina em Pasta ou Líquida, ela não é feita para operar nas temperaturas de operação de um molinete ou carretilha, ficam líquidas, gosmentas e passam de lubrificantes para abrasivos;

Nunca use: Graxa Tipo Molicote ou outras, endurecem com o tempo deixando o equipamento totalmente isento de lubrificação;

Só use:

  • √ďleo fino para os rolamentos, n√£o exceda na quantidade, UMA GOTA j√° √© o suficiente.
  • Graxa Azul, Branca, Verde ou Vermelha, para as engrenagens, tamb√©m n√£o exceda na quantidade, esse tipo de graxa n√£o se solta com o arrasto de √°gua e aceitam muito bem o nosso clima, reduzindo o risco de transpassar para os rolamentos em caso de superaquecimento;

oleo-manutencaoS√≥ coloque graxa nos dentes das engrenagens, n√£o coloque em excesso, ela s√≥ ocupar√° espa√ßo e pode at√© diminuir a vida √ļtil do equipamento. Vou explicar: Tudo que gira e tem atrito produz calor, certo? Os molinetes e carretilhas normalmente ficam expostos ao sol escaldante por v√°rias horas, certo? Bem, j√° foi provado por experi√™ncias nos laborat√≥rios dos grandes fabricantes que um molinete em opera√ß√£o normal num dia quente de ver√£o pode atingir uma temperatura interna de aproximadamente 60 a 70 graus cent√≠grados.

Bem, se o molinete ou sua carretilha estiverem cheios de graxa, não haverá espaço para a troca de temperatura entre o ar e os mecanismos internos do equipamento, vital para a diminuição da temperatura, por não existir espaço vazio entre eles, sendo assim a graxa pode vir a endurecer caso seja colocada nos rolamentos do seu equipamento.

Não esqueça
Graxa demais é prejudicial a qualquer tipo de equipamento. Não use nenhum tipo de óleo spray desengripante, a maioria é ácida e com o tempo podem corroer algumas peças, use óleo desengripante apenas em casos extremos.

Cuidados Com Carretilhas
carretilhaNa borda da tampa lateral onde fica a manivela e a estrela da fricção, existem dois ou três parafusos (dependem do modelo e do fabricante) que são salientes e ásperos, possuindo uma fenda larga para poder ser removido até com o uso de uma moeda. Com cuidado solte estes parafusos e afaste a tampa do corpo central.

Ela vai sair com tudo, manivela, fricção e demais parafusos. Pronto, você já pode tirar o carretel e lavar junto com a linha.

Cuidados a serem tomados na operação anterior
A) Alguns modelos possuem na parte superior do carretel , pequenas peças móveis que fazem o freio centrífugo (parecem com pedacinhos de plástico ou de fio elétrico). Retire estas peças com cuidado e as guarde para posterior montagem;

B) Olhe na parte lateral do carretel em ambos os lados (onde fica o eixo) e veja se internamente não existem rolamentos. Caso existam, lembrem-se que não podem ser molhados. Tire-os com cuidado, uns possuem pequenas travas e outros só estão colocados sob peças plásticas que apenas estão encaixadas, é só tirar a peça que o antecede e puxar o rolamento. Feito isto é só lavar o carretel. Os rolamentos devem ser limpos com querosene, pois o mesmo possui óleo que não resseca as peças, depois tem que ser lubrificados com óleo fino e colocados de lado para aguardarem a sua recolocação no final.

Sobrou o restante do corpo da Carretilha. Usando uma escova de dente velha, coloque algumas gotas de óleo fino e mãos a obra, limpe tudo que possa estar grudado no equipamento e não deixe nenhum cantinho sujo, com areia, com cristais de sal, terra, escamas ou outro material.

manutencao-carretilhas

Usando a mesma escova, limpe muito bem o eixo sem fim, onde corre o carro do distribuidor de linha. √č uma pe√ßa delicada e deve estar sempre limpa.

Feito tudo isto, limpe tudo com um pano seco, coloque graxa no eixo sem fim, monte o carretel da mesma maneira que estava anteriormente e fixe os parafusos.

Verifique se não sobrou nenhuma peça e em hipótese nenhuma tire os outros parafusos existentes nas tampas, nunca abra sua carretilha além do que foi explicado, elas são complexas e possuem peças pequenas, delicadas e molas que voam quando as tampas são tiradas.

Cuidados Com Linhas
linhasVoc√™ acaba de arremessar a linha e ela fica parecendo uma mola. Que encrenca! Fique ligado. Este problema ocorre ou porque a linha √© de m√° qualidade, velha, dura, est√° ressecada, ou √© aquela “baratinha”. Partindo do princ√≠pio de que todas as linhas sejam de poliamida, √© importante saber como e por quem elas s√£o fabricadas. No mercado mundial, existem linhas de pesca, hoje, que afirmam n√£o ter nenhuma mem√≥ria pois, segundo os fabricantes, s√£o produzidas com materiais especiais e da mais alta qualidade. Aceitemos esta afirma√ß√£o com reservas.

Nas chamadas linhas duras, ou seja, com menor elasticidade, a memória é inevitável pelo próprio método de fabricação das mesmas. Com esse tipo de linha, ganha-se na sensibilidade e rapidez da fisgada, mas perde-se na memória. Portanto, sem solução.

Importante também saber que, nos molinetes, as linhas de pesca costumam adquirir muito mais memória do que nas carretilhas, pelo fato da a maneira de enrolar, pois o molinete torce a linha e a carretilha não. Aqui, há solução.

manutencao-linhas

Se você pesca com molinete e com uma boa linha, cujo fabricante afirma que a mesma é sem memória, e ela está com memória na hora da pescaria, a solução é, após pescar, desenrolar toda a linha, sem nada na ponta da mesma, e enrolá-la novamente, com pressão e de preferência com um pano enxugando a linha à medida que for enrolando. Com certeza, se você adotar esse procedimento, a memória da linha, se não desaparecer, pelo menos diminuirá consideravelmente.

O ato de desenrolar a linha fica muito mais fácil quando você está embarcado, já que pode soltá-la na água. Em terreno seco, apresenta riscos, como ranhuras e amassamentos que podem danificar a linha. Quando for trocar a linha da carretilha ou molinete Рtenha em mente : o destino da linha velha é o lixo. Se você der essa linha para alguém, você corre o risco dela virar uma rede ou tarrafa, e aí sim, ela vai continuar a ter memória, e agora mais prejudicial à sua pescaria.

Cuidados Com Molinetes
molineteO maior erro que a maioria dos pescadores comete quando diz que vai fazer a limpeza de seu molinete logo que acaba de pescar (quando faz!!!) é quando lava o equipamento. Antigamente os molinetes não tinham rolamentos, usavam buchas de bronze, de teflon ou o eixo da coroa girava em bucha feita na própria carcaça do molinete, resumindo, podia molhar a vontade que não tinha nada para estragar, dava para terminar de pescar, colocar dentro de um balde com água e pegar só no dia da próxima pescaria que estava tudo bem. Hoje é diferente, eles usam vários rolamentos, com no mínimo 1, e encontramos molinetes até com 9 rolamentos ou mais, mecanismo que não são nada mais que dois anéis de metal com esferas internas de ferro entre eles que facilitam o manuseio do equipamento e dão mais suavidade, pois provocam menos atrito.

O contato das esferas internas com a água provoca ferrugem (oxidação) que dependendo do tipo e qualidade do rolamento, uma simples entrada de água é capaz de danificar, provocar barulho, engripar e até travar por completo, pois além da água existe o cloro que é um grande agente oxidante e se o molinete caiu na água temos ainda para ajudar, a areia, a terra, e se for no mar, o sal que é um dos maiores inimigos dos rolamentos e de qualquer tipo de material ferroso. Tudo isto acaba fazendo com que o mesmo tenha que ser trocado e como na maioria eles são importados,o custo acaba inviabilizando por completo este serviço, já que quando são vários o conserto fica mais caro que o próprio molinete. Bem, então o que fazer?

Ao chegar em casa a primeira coisa a fazer é tirar o carretel e colocar em água corrente para limpar a linha e tirar qualquer tipo de resíduo que possa danificar o carretel, ainda mais se for de alumínio e a falta de limpeza pode provocar uma corrosão terrível no equipamento que chega até a furar por falta de cuidado. Também tem o problema da linha, que tem que estar sempre limpa para não perder suas características e assim durar muito mais. Troque a linha sempre que perder o brilho e ficar opaca,ela estará velha e ressecada, irá romper sobre qualquer pressão.

Com um pano levemente √ļmido ao ponto de, se torcido n√£o provoque pingos, limpe todo o lado externo do molinete, todas as frestas, reentr√Ęncias e sali√™ncias; com a ajuda de uma faquinha ou de uma chave de fenda, n√£o deixe nenhum lugar sujo ou fedendo a isca.

Girando o bot√£o que fica do lado oposto ao da manivela, gire-o at√© que a mesma se solte do corpo do molinete. O que encontramos e vemos? Dos dois lados a parte superior da coroa e a lateral da carca√ßa do molinete. Olhe entre os dois, ou encontrar√° um rolamento ou algum tipo de bucha de outro material. Pegue um √≥leo fino de m√°quina, mas do bom, n√£o queira economizar com estes de segunda linha que vendem por ai e pingue uma √ļnica gota de cada lado sobre o rolamento ou bucha. Coloque a manivela e gire por v√°rias vezes at√© perceber que est√° lubrificado, mas √© uma gota s√≥, √≥leo demais tamb√©m prejudica.

Retire novamente a manivela, limpe-a usando uma escova de dente velha com uma gota de óleo e não deixe nenhum tipo de resíduo que depois de seco possa engripar e atrapalhar seu uso. Coloque também uma gota de óleo no eixo da manopla da manivela, se não o conhece, é o local que você segura quando vira a manivela para recolher a linha. Agora pode colocar tudo no lugar novamente.

manutencao-molinetesAgora vem a parte mais chata, √© o rolete, aquela pecinha que gira e fica no p√© da al√ßa, onde a linha passa quando sai do carretel e vai para os passadores da vara. Sabe, quando recolhemos a linha trazemos junto √°gua que vai imediatamente para dentro do rolete, onde em alguns tipos √© de bucha e em outros t√™m rolamentos, estes que por sinal s√£o car√≠ssimos pois seus tamanhos s√£o reduzidos e s√£o dif√≠ceis de encontrar. Tenha paci√™ncia, pingue uma gota de √≥leo de cada lado do rolete verificando se a mesma entrou por detr√°s dele e com o aux√≠lio de um pano limpo, enrole-o bem fino, passe pelo rolete e fa√ßa com que ele gire at√© que perceba que est√° totalmente livre e desimpedido de funcionar. Quando estiver em ordem, lubrifique novamente para deixar uma camada de √≥leo como prote√ß√£o, pois √© um local de dif√≠cil acesso e o molinete ficar√° guardado por um longo per√≠odo at√© ser novamente usado, e se esta etapa n√£o for bem feita, com certeza ele n√£o vai estar funcionando pois estar√° travado, ocasionando um sulco em sua lateral provocado pelo atrito entre a linha e o metal, at√© que ela se prenda neste pequeno corte e comece a arrebentar sem maiores explica√ß√Ķes.

Está quase no fim. Girando a manivela observe o eixo onde se coloca o carretel subir e descer. Quando estiver com a maior parte de seu corpo para fora, pare e pingue uma gota de óleo nele, gire novamente a manivela por várias vezes até que fique lubrificado.

Pingue uma gota de óleo em todas as partes móveis, alça, botão da trava, parafusos, etc. Movimente todas essas peças e por fim limpe todo o molinete com um pano bem seco que não solte fiapos, espere o carretel secar, recoloque-o novamente no lugar e sempre deixando a fricção bem solta, guarde-o em um saco de pano para que fique longe de poeira, mas ao mesmo tempo respire e não fique em local abafado.

Cuidados Com Varas
varasN√£o deixe de limpar bem o equipamento, principalmente as varas. Lave tudo quando chegar com √°gua morna e sab√£o neutro. Pode levar para o chuveiro e limpar durante o seu banho.

Irá até economizar água e o sabão de sua casa, as varas ficarão limpas e cheirosas, pois usará até seu sabonete.

Evite deixar a sua vara bater em paredes ou que ela caia no chão. Mesmo que aparentemente ela não demonstre avarias, ela pode ter trincado, principalmente as varas de carbono. Apesar de serem resistentes, elas são sensíveis ha impactos.

Secar tudo muito bem e passar silicone spray nos passadores. Eles aparentam que est√£o secos, mas entre a cer√Ęmica e sua estrutura met√°lica, e debaixo do passador, entre a vara e a linha, existe uma umidade que n√£o d√° para se perceber e se n√£o for retirada ser√° um ponto de partida para uma oxida√ß√£o.¬†Com o uso do silicone, evitamos ao m√°ximo o ac√ļmulo de √°gua nestas regi√Ķes que n√£o temos acesso.

manutencao-varas

A vara √© o item mais importante da pescaria, √© ela que vai carregar o seu conjunto de pesca e esta precisa estar em perfeitas condi√ß√Ķes de uso, caso contr√°rio, voc√™ poder√° ter s√©rios problemas durante a pescaria e colocar tudo a perder


Loja Roupas de Pesca


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato