Últimas Notícias

Gloss√°rio do Pescador

N√£o fique perdido na hora de identificar um material pesca ou localidades frequentadas por pescadores. Entenda um pouco mais sobre o significado de cada um.

Abissal¬†– Tonalidade de √°gua que identifica a corrente do Brasil. Ali se encontram as esp√©cies marinhas mais esportivas, como Dourados, Marlins, Albacoras, Atuns etc. Entre outubro e mar√ßo, dependendo da posi√ß√£o geogr√°fica, essa corrente se aproxima da costa, ficando em alguns casos a apenas 10 ou 15 km do litoral, como no Nordeste. No Sul e Sudeste a dist√Ęncia varia entre 50 a 100 km. O azul √© escuro √© escuro profundo, facilmente identific√°vel.

Alevino РSão os filhotes dos peixes logo após a desova ou eclosão dos ovos. Forma embrionária dos peixes.

Alto-mar – tamb√©m chamado mar aberto ou mar alto. √Č a parte do mar mais afastada do litoral, √†s vezes fora das √°guas territoriais. Por√©m, dependendo da posi√ß√£o geogr√°fica, o alto-mar pode come√ßar apenas alguns quil√īmetros da costa.

Anzol РArtefato de me5al que cumpre a função específica de fisgar o peixe. A Mustad, um dos maiores fabricantes de anzóis em todo o mundo, produz mais de 18 mil modelos diferentes, para todos os tipos de peixes e pescarias. Os anzóis podem ser simples, duplos ou triplos (veja gratéias).

Anzol chapinha – √Č um tipo especial de anzol onde o orif√≠cio da parte superior √© substitu√≠do por um simples achatamento da pr√≥pria haste do anzol. Trata-se de um anzol mais resistente, porque passa por uma opera√ß√£o a menos no seu processo de fabrica√ß√£o. Deve ser amarrado de maneira especial.

Arroz cozido – √Č usado para a pesca de v√°rios tipos de peixe. Deve ser cozido apenas na √°gua, sem qualquer tipo de tempo. Deve-se colocar no anzol o gr√£o isoladamente.

Batatinha-do-mar – Crust√°ceo muito comum em todo litoral brasileiro, normalmente encontrado nas pedras de cost√Ķes. Uma das melhores iscas para se pescar no pr√≥prio local onde √© encontrada.

Barbela РSaliência em forma de cunha existente na parte dianteira dos plugs de meia-água e de produndidade. Seu tamanho, inclinação é que formato é de determinam a ação da isca dentro da água.

Bóia РArtefatos de cortiça, isopor, plástico, madeira ou outros materiais, que serve para manter isca na superfície (ou à profundidade que se deseja), servindo ainda de aviso quando o peixe ataca a isca.

Caranguejo – Crust√°ceo muito comum no litoral brasileiro. Tanto pode ser encontrado nos mangues, como nas pedras ou mesmo nas praias. Serve como isca pra v√°rios tipos de peixe.

Carnívoro РSão chamados peixes predadores. Peixes que se alimentam de outros peixes.

Carretilha – Equipamento de pesca que cumpre a fun√ß√£o espec√≠fica de tracionar a linha, permitindo o recolhimento do peixe quando fisgado. Fun√ß√£o que √© desempenhada tamb√©m pelo molinete. Na carretilha, por√©m, a capacidade de tra√ß√£o √© maior. Em compensa√ß√£o, at√© que se adquira a pr√°tica suficiente, manejo d carretilha √© mais dif√≠cil que o do molinete. √Č muito usada no Sul do Brasil e recomendada para a pesca pesada.

Chumbada РBasicamente existem três tipos de chumbada, usadas de acordo com a pesca que se está praticando

– Pesca de rio: chumbada tipo oliva.
– Pesca de praia: chumbada tipo pir√Ęmide.
РPesca de costão: chumbada tipo gota ou pingo d’água.
– Chumbada oliva, solta na linha, deve ser usada em √°gua-doce ou no mar, quando se pesca com linha curta.
– Chumbada pir√Ęmide √© usada na pesca de praia. Por causa do seu formato, ela se fixa na areia, n√£o permitindo que as ondas arrastem a isca de volta √† praia. Existem ainda varia√ß√£o de chumbada utilizadas pesca de praia, como aranha, garra, cogumelo etc.
– Chumbada gota √© utilizada na pesca de cost√Ķes: quando recolhida pela hidrodin√Ęmica, ela sobe mais r√°pido, evitando o enrosco de pedras (o recolhimento caso deve ser r√°pido e cont√≠nuo). Colher e moeda s√£o outros tipos de chumbada para cost√£o.

Colher РArtefato de metal confeccionado com um só anzol ou gratéia, de vários formatos e cores. Usa-se principalmente para a pesca de corrico, tanto no mar quanto em água-doce: a colher (geralmente cromada) imita os movimentos de pequenos peixes, atraindo peixes maiores.

Coquinho РPequenos frutos de várias tipos de coqueiros, que se tornam excelentes iscas para várias espécies de peixes como (Pacu, Jatuarana, Tambaqui, etc.), principalmente na época das cheias.

Corixo – Pequenos rios que se formam com a vaz√£o das √°guas das cheias ou pequenas nascentes. Termo muito usado no Pantanal.

Corrico РModalidade de pesca feita com o barco em movimento. Pode ser praticada tanto no mar quanto em água-doce. Normalmente são usadas iscas artificiais (principalmente plugs e colheres), mas também pode ser usada isca natural.

Corrupto – Crust√°ceo encontrado praticamente em todas as praias do litoral brasileiro. √Č apanhado principalmente no hor√°rio das mar√©s baixas: o que denuncia sua presen√ßa s√£o pequenos furos na areia molhada da praia. Costuma se retirado com ima esp√©cie de bomba de suc√ß√£o.

Cost√Ķes – S√£o forma√ß√Ķes de pedra que margeiam o litoral ou mesmo as ilhas. Os melhores cost√Ķes para pesca s√£o aqueles ricos em organismos vivos, como cracas, mariscos, ostras, etc.

Empate РTerminação de nylon (normalmente mais forte do que a linha que está sendo usada), que serve para guarnecer os anzóis ou iscas artificiais. Pode ser feito também em arame de aço.

Encastoado РO mesmo que empate, porém feito exclusivamente com arame para fisgar peixes providos de dentes afiados.

Figos РPequeno frutos normalmente encontrados à beira de rios ou represas, servindo de alimento e de excelente isca para vária espécies de peixes.

Fly РUma das mais antigas modalidades de pesca em todo mundo. Usa-se vara e carretilha especiais e iscas, na maioria das vezas, imitando pequenos insetos. Ao contrário do arremesso com carretilha ou molinete tradicionais (em que se usa o peso da isca e da chumbada), na modalidade de fly utiliza-se apenas o peso da própria linha.

Gafanhoto РInseto muito usado na pesca de várias espécies de peixe. Usa-se com linha curta, sem chumbo, mantendo-se a isca na superfície da água.

Garat√©ia – Tipo de anzol com duas ou tr√™s pontas, usado com iscas naturais ou artificiais. A legisla√ß√£o pro√≠be o seu uso na chamada ‚Äúpesca de lambada‚ÄĚ, que consiste no arremesso de linha no meio do um cardume – pr√°tica considerada anti-esportiva e criminosa.

Guai√° – Esp√©cie de caranguejo comum no litoral brasileiro, tendo como habitat principal as fendas pedras nos cost√Ķes.

I√ßa – Isento voador muito comum no in√≠cio da primavera. Pertence √† fam√≠lia das sa√ļvas e √© das formigueiros que sai na primavera (servindo at√© de alimento em algumas regi√Ķes do Brasil). Costuma-se utiliz√°-lo como isca para diversas esp√©cies de peixe de √°gua-doce: deve ser iscado com linha curta, sem chumbada, permanecendo na superf√≠cie da √°gua.

Igarap√© – O mesmo que corixo. O termo, por√©m, s√≥ √© usado na Bacia Amaz√īnica.

Jenipapo РFruta muito comum em todo território brasileiro. Na beira de rio, é excelente ceva ou isca para diversas espécies de peixe. Dependendo do tamanho, pode ser iscado inteiro ou em pedaço.

Jigg РAnzóis guarnecidos com chumbo, cerdas ou penas, classificados na categoria de isca artificiais. Recebe também o nome de boneca, vassourinha ou peninha.

Laranjinha – Fruta da regi√£o Centro-Oeste do Brasil. Assemelha-se a uma pequena laranja, inclusive no cheiro. Atinge no m√°ximo 4 cm de di√Ęmetro e deve ser usada (inteira ou em peda√ßo) quando madura fica amarela. √ďtima para a pesca do Pacu.

Linha – S√£o v√°rios dos tipos, di√Ęmetros e cores de linha. Na pesca, o mono-ilametno de nylon √© o mais usado. Existem ainda linhas feitas de tecido e metal. Houve tempo em que se usava at√© crina de cavalo.

Macarr√£ozinho – Tipo de isca muito usada na pesca de Lambari e outros peixes pequenos. √Č um produto industrializado nas lojas de pesca. Deve ser cozido s√≥ em √°gua, sem tempero e passado no fub√°.

Material Leve – Entende-se por material leve o equipamento de pesca composto por vara, molinete, carretilha, linha, chumbada e anzol de propor√ß√Ķes pequenas – as menores do mercado. √Č o material que se usa para a pesca de esp√©cies maiores, quando se objetiva uma pesca de alta esportividade, onde a per√≠cia do pescador √© colocada √† prova.

Material Médio РEquipamento (vara, molinete, carretilha, linha, chumbada e anzóis) de tamanho intermediário, utilizado de acordo como o tamanho da espécie que se procura. Pode ser utilizado também, com esportividade para espécies maiores.

Material Pesado – √Č o material mais forte existente no mercado, utilizado para a pesca dos grandes peixes como Ja√ļs, Marlins, Pira√≠bas, Meros, etc.

Melancia-do-Pacu – Fruta comum na regi√£o Centro-Oeste do Brasil. Como o nome sugere, assemelha-se a uma melancia, tendo por√©m o di√Ęmetro menor que um tomate. Pode ser usada inteira ou em peda√ßo e, como o pr√≥prio nome diz, √© excelente para a pesca do Pacu (principalmente com barco apoitado).

Minhoca Artificial РArtefatos de plásticos, de várias cores, imitando as minhocas. Trata-se da melhor isca para a pesca do Balk-bass, na modalidade de fundo. Há notícias de Tucunarés e Robalos fisgados com esse tipo de isca.

Molinete – Equipamento de pesca de origem francesa, que cumpre a fun√ß√£o de tracionar a linha, como a carretilha. √Č preferido pela maioria dos pescadores devido a facilidade de sei manuseio

Mu√ßum – Tamb√©m conhecido por Mo√ßorongo ( ou Mu√ßurungo), este peixe tem respira√ß√£o pulmonar e, por isso, √© capaz de resistir por longos per√≠odos fora da √°gua. Muito usado como pesca no Pantanal, e tamb√©m , no litoral. Outros sin√īnimos: Ambor√©, Amor√©, Embor√©, Enguia, Peixe-cobra, Piramb√≥ia.

Ocelo РMancha arredondada, em forma de olho, que aparece em várias espécies de peixe. A mais conhecida é a que caracteriza o Tucunaré (aparecendo ao lado da nadadeira caudal).

Ov√≠paro – √Č o peixe que p√Ķes ovos e que se reproduz por meio de ovas. Contr√°rio de viv√≠paros (que as reproduzem atrav√©s do desenvolvimento do embri√£o dentro do organismo materno).
Ovoviv√≠paros – √Č o peixe cujo ovo √© incubado dentro do organismo materno, embora sem se nutrir desse organismo.

Parcel РFormação de rochas marítimas, parcialmente submersas ou não. Geralmente locais apropriados para pesca de várias espécies de peixe.

Plug РIscas artificiais em formatos diversos imitando pequenos peixes. Podem ser de madeira, plástico ou outros materiais. Com barbela ou não podem ser trabalhados na superfície, meia-água ou profundidade.

Pend√ļnculo – Parte do corpo do peixe , geralmente mais estreita, que liga a nadadeira caudal ao corpo propriamente dito.

Pitu РEspécie de camarão de água-doce. Ocorre em todo o Brasil, sendo mais encontrado em águas próximas do litoral. Excelente isca.

Saguarit√° – Esp√©cie de caramujo, de colora√ß√£o amarela-esverdeada, encontrada nos cost√Ķes mar√≠timos. Excelente isca para diversas esp√©cies de peixe. √Č preciso quebrar sua casca dura e resistente, podendo ser iscado inteiro ou em peda√ßo.

Sarnabi РMolusco encontrado no litoral brasileiro, principalmente no Sul. Vive nas praias, enterrado na areia, sendo encontrado até 20 cm de profundidade. Serve de isca para várias espécies marinhas.

Siri РCrustáceo muito comum no litoral brasileiro, utilizado como isca para várias espécies de peixe. Na hora do manuseio deve-se tomar cuiddo com sas garras capazes de provocar ferimentos.

Siriri РTambém conhecido por sabitu, iç-bitu ou vitu, é um inseto muitocomum na primavera, sende atraído por qualquer tipo de luz, Corresponde ao macho dos iças.

Spinner РIsca artificial provida de anzol simples ou garatéia. Trata-se de uma pequena colher que, pela ação da água, gira em torno de um eixo, atraindo os peixes. Pode ser guarnecida por penas ou cerdas em várias cores.

Tatu√≠ra – Tamb√©m chamada por tatuzinho. √Č um crust√°ceo encontrado somente nas praias. Assemelha-se a um pequeno besouro, de cor cinza. Aparece na areia com a movimenta√ß√£o da ondas. Excelente para a pesca de peixes de praia

Tucum – Esp√©cie de coquinho encontrado, em v√°rias regi√Ķes do Brasil. No Pantanal, durante as cheia, √© a melhor isca para o Pacu (principalmente na modalidade de batida). De prefer√™ncia, deve ser iscado verde e inteiro (quando maduro tem cor arroxeada. Deve-se tomar cuidado no momento de apanh√°-lo no p√©, uma vez que a palmeira √© protegida por muitos espinhos.

Viv√≠paro – √Č o peixe que se reproduz desenvolvendo o embri√£o do alevino dentro do organismo materno. Contr√°rio do ov√≠paro, que se reproduz atrav√©s de ovos.

loading...

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Dúvidas e perguntas envie um email para contato@pescamadora.com.br