Últimas Notícias

Linhas

A linha de pesca, como tudo na vida, sofreu um processo de evolução em suas características, onde com pesquisas nesses 50 anos, apareceram materiais sintéticos de alta resistência e elasticidades. Assim vieram as fibras monofiladas (o nylon, a poliamida e o poliéster) e, em seguida, as de fibras sintéticas microfilamentadas (Kevlar, Spectra), que são microfilamentos trançados.

Poucos pescadores conhecem da capacidade de resist√™ncia da sua linha de pesca e de detalhes importantes para sua conserva√ß√£o e durabilidade. Existe o efeito “mem√≥ria” da linha, que √© o tempo em que a linha permanece no carretel do seu molinete e provoca a espiralada e contor√ß√Ķes problem√°ticas na hora do lan√ßamento, provocando embara√ßos e perda da capacidade de se atingir a dist√Ęncia e alvo desejados.

linhas-convencionaisLinha Convencional
Em se tratando no uso das linhas convencionais para as diversas modalidades da pesca esportiva, temos no mercado uma infinidade de boas marcas. Propriamente falando na pesca de arremesso, a busca de se alcan√ßar longas dist√Ęncias (canais), para lan√ßamentos produtivos, al√©m da arrebenta√ß√£o, ensejou uma revolu√ß√£o ben√©fica para os desportistas que labutam nos torneios ou competi√ß√Ķes organizadas por clubes de pesca.

Al√©m das nossas linhas convencionais, encontradas nas casas especializadas, houve o advento das importa√ß√Ķes de material de pesca (molinetes, varas, anz√≥is, linhas etc.) e que trouxe um campo excelente para o aprimoramento e busca de tecnologia mais atualizada, fazendo com que todo o segmento de material de pesca colocado √† disposi√ß√£o dos pescadores fosse modernizado e acess√≠vel.

linhas-superlinhasAs Super-Linhas
Ultimamente temos ouvido uma insistente pergunta:”E as super-linhas v√£o desbancar as linhas de nylon?” – Antes de responder aos nossos amigos pescadores, vamos tecer alguns coment√°rios sobre as super-linhas.

H√° alguns anos, foi descoberta uma fibra sint√©tica (SPECTRA), que √© a mat√©ria prima de quase todas as super-linhas, e que consiste em microfilamentos tran√ßados para compor uma √ļnica linha fina. Comparativamente, a linha de nylon √© quatro vezes inferior √† resist√™ncia de uma super-linha, se levarmos em considera√ß√£o a mesma milimetragem ou, inversamente, em linhas com resist√™ncia igual, uma super-linha tem a metade do di√Ęmetro das linhas convencionais (monofilamentos).

Temos que ressaltar como propriedade positiva, a elasticidade, j√° que a convencional possui 25% e a super-linha n√£o ultrapassa a 5% e em raz√£o disso, a for√ßa aplicada por voc√™ no cani√ßo √© transmitida na totalidade mais rapidamente at√© a extremidade ( chumbada com anz√≥is ou iscas artificiais), consequentemente trazendo uma maior sensibilidade na ferrada do peixe. Deve-se estar atento para o balanceamento que deve existir no conjunto: vara, molinete e di√Ęmetro da super-linha, em fun√ß√£o das caracter√≠sticas espec√≠ficas das diversas modalidades de pesca e do peixe.

J√° existem, nas casas que vendem material de pesca, diversas marcas das super-linhas, embora o seu pre√ßo seja “salgado”, valem o investimento. Devemos observar o aspecto da resist√™ncia e durabilidade, haja vista, segundo os fabricantes, a nova fibra sint√©tica seja imune aos raios ultravioletas do sol que atacam as linhas de nylon, deixando-as mais fr√°geis e com um alto grau de ressecamento.

Conforme registros de indica√ß√Ķes industriais, a garantia √© de at√© 3 anos, em condi√ß√Ķes normais. Vale registrar os pontos contradit√≥rios no uso das super-linhas, nas nossas pescarias e, inicialmente registramos que a baixa elasticidade n√£o favorece a amortiza√ß√£o dos trancos nos lan√ßamentos; ao praticar a ferrada, procure amaciar o arranque, a fim de n√£o romper a boca do peixe.

CARACTER√ćSTICAS DAS LINHAS

linhas-diametroDi√Ęmetro
O di√Ęmetro, tamb√©m chamado de bitola, espessura ou grossura, da linha √© quase sempre informado em mil√≠metros pelos fabricantes. Existem alguns raros que fornecem esta medida em polegadas. √Č preciso tomar cuidado para n√£o confundir.

Naturalmente, em linhas de um mesmo tipo, o maior di√Ęmetro proporcionar√° uma maior resist√™ncia, ou seja, aguentar√° um maior peso. Entretanto, n√£o √© na resist√™ncia ao peso que se deve pensar na hora de optar por uma linha de maior di√Ęmetro e sim na sua resist√™ncia ao desgaste, que tamb√©m tem rela√ß√£o direta √† medida.

Quanto mais grossa for a linha, maior ser√° sua resist√™ncia ao desgaste. √Č necess√°rio prevenir quanto a isto no caso de pescas realizadas em locais onde a linha poder√° sofrer atrito com galhos, pedras e outros obst√°culos.

√Č preciso saber o que √© mais importante para voc√™: muita linha ou muita resist√™ncia? Quanto maior o di√Ęmetro maior resist√™ncia, e menos linha voc√™ poder√° carregar no carretel.

linha-resistenciaResistência
√Č a capacidade m√°xima de suporte de peso de uma linha e normalmente vem expressa em libras ou em kg for√ßa nos carret√©is. Cada libra correspondem a 453 gramas. Escolhe-se a resist√™ncia em fun√ß√£o do peso do peixe desejado, mas √© preciso lembrar que o seu peso se multiplica na √°gua durante uma briga, sendo muito maior que o peso dele parado.

Além de ficar atento a libragem da linha, é preciso equilibrar o tipo de linha com a vara a ser utilizada na pescaria. Essa informação vem em algumas varas, no blank é possível identificar a libragem da linha correta para o equipamento.

linha-memoriaMemória
As linhas tendem a assumir forma espiralada em razão de seu acomodamento no carretel. Isto é a capacidade de memória da linha. Dependendo da composição dos materiais utilizados na sua fabricação, esta propriedade varia.

Quanto menor memória melhor, pois a deformação pode causar desgaste na linha. Vale ressaltar que as linhas de multifilamento não possuem memória, sendo as linhas de nylon as que produzem esse efeito, e em alguns casos as de monofilamento.

linhas-coloridasLinhas coloridas ou transparentes
As linhas coloridas são preferidas pelos praticantes de pesca com isca artificial por proporcionarem grande visibilidade. Neste tipo de pesca é importante ver por onde passam as linhas ou onde caíram as iscas, pois a precisão dos arremessos é fundamental no sucesso da pescaria.

J√° quando se trata de pesca com iscas artificiais, a maioria dos pescadores preferem utilizar linhas transparentes por acreditarem que os peixes podem perceber a linha e n√£o atacar a isca.

linhas-filamentosTipos de filamento
Existem dois tipos básicos de linhas quanto ao filamento: linhas mono e multifilamento. As linhas monofilamento são confeccionadas com apenas um filamento, como o próprio nome sugere. São as mais tradicionais e abundantes no mercado.

As de multifilamento, relativa novidade, podem ser linhas tran√ßadas ou fundidas. Como um cabo, s√£o constitu√≠das por m√ļltiplos filamentos cuja uni√£o proporciona uma linha de grande resist√™ncia de peso m√°ximo e de desgaste. As linhas fundidas s√£o assim chamadas por serem feitas de v√°rios filamentos colados e n√£o tran√ßados cobertos por uma camada de gel, que faz com que tenham uma apar√™ncia lisa.

Uma linha multifilamento tem resist√™ncia muito maior que outra monofilamento de mesmo di√Ęmetro e provoca uma abras√£o maior, e por isso mesmo deve ser utilizada com varas cujos passadores resistam a este desgaste. Este tipo de linha oferece a possibilidade de voc√™ ter no carretel muita linha de grande resist√™ncia e de baixa mem√≥ria.

DICAS NA UTILIZAÇÃO DAS LINHAS

Deve-se sempre optar pela linha mais fina possível dentro dos limites do peixe que se pretende pescar e da categoria do equipamento utilizado.

  • Na captura de um peixe grande, em local sem enrosco, √© mais importante ter bastante linha, do que ter linha grossa;
  • A linha mais fina proporciona maior sensibilidade e arremessos mais longos;
  • As linhas macias assentam melhor no bobina, desenrolam melhor e tem menos mem√≥ria (forma espiralada que a linha assume com o passar do tempo, quando enrolada);
  • Em carretilha, as linhas macias, provocam menos cabeleira, al√©m de serem mais resistentes a trancos, pois possuem maior elasticidade;
  • Dependendo do local onde se vai pescar a “cor ” da linha √© um fator muito importante e isso somente se aprende com a experi√™ncia de anos de pr√°tica ou freq√ľentando escolas de pesca. Al√©m disto, os companheiros podem sempre ajudar.

linhas-diversas

CUIDADOS COM SUA LINHA:

Alguns fatores que diminuem a vida √ļtil das linhas s√£o: os raios ultra-violeta, atritos nos passadores das varas, tor√ß√£o e n√≥s, calor excessivo, etc. Quando se pesca em √°gua salgada, √© importante se lavar bem a linha, ap√≥s o uso, com √°gua e sab√£o neutro.

TABELA DE CONVERSÃO LB/KG/MM РRESISTÊNCIA X FORÇA

*Referência base, dependendo do fabricante e fios, algumas linhas possuem resistência superior ou inferior e podem possuir espessuras diferentes.

Libras Nylon Multi Nylon Multi
3 1.5 kg ——– 0.14 mm ——–
4 2.0 kg ——– 0.16 mm ——–
5 2.5 kg 5.0 kg 0.18 mm 0.10 mm
6 3.0 kg ——– 0.20 mm ——–
8 4.0 kg 8.0 kg 0.23 mm 0.13 mm
10 5.0 kg 10.0 kg 0.25 mm 0.15 mm
12 6.0 kg ——– 0.28 mm ——–
14 7.0 kg ——– 0.30 mm ——–
15 7.4 kg 13.0 kg 0.32 mm 0.19 mm
16 8.6 kg ——– 0.35 mm ——–
20 10 kg 15.0 kg 0.37 mm 0.23 mm
25 11.5 kg ——– 0.40 mm ——–
30 13.5 kg 20.0 kg 0.43 mm 0.28 mm
35 16.0 kg ——– 0.47 mm ——–
40 18.0 kg 24.0 kg 0.52 mm 0.32 mm
45 20.5 kg ——– 0.57 mm ——–
50 23.0 kg 30.0 kg 0.62 mm 0.36 mm
60 28.0 kg ——– 0.70 mm ——–
65 31.5 kg 40.0 kg 0.90 mm 0.41 mm
80 38.0 kg 48.0 kg ——– 0.43 mm
100 45.0 kg 55.0 kg 1.20 mm 0.46 mm
150 ——– 75.0 kg ——– 0.56 mm
200 ——– 95.0 kg ——– 0.76 mm
250 ——– 125.0 kg ——– 0.89 mm

Kalua Barco Hotel


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato