Últimas Notícias

Polícia Ambiental fiscaliza pesca no Complexo Lagunar em Maceió

O Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) fiscalizou nesta quarta-feira (27) os pescadores que retiram peixes e crustáceos no Complexo Lagunar de Alagoas. O objetivo da fiscalização é que a pesca predatória seja evitada, além da orientação aos pescadores sobre o que fazer para não prejudicar a reprodução das espécies.

A operação foi realizada na Lagoa Mundaú, em Maceió, o BPA fiscalizou a documentação dos pescadores e o tamanho da malha usada para capturar os peixes.

” A gente está tentando coibir a pesca predatória, que é a questão das malhas da rede abaixo de 25, o uso de martelo e o uso de bombas e orientando a população qual é a melhor forma de efetuar a pesca”, informou a Tenente Djane Menezes.

De acordo com o BPA, a pesca predatória é o crime ambiental mais praticado em Alagoas e quem for flagrado pescando ilegalmente pode pegar de um a três anos de prisão. “Com a prática continua, a Lagoa vai chegar a um ponto que não vai ter mais como fornecer esse produto para a sustentação da população ribeirinha”, disse a Tenente.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato