Últimas Notícias

Peixes s√£o achados mortos no Rio Piracicaba ‘seco’ e cheio de pedras

Peixes mortos foram encontrados no Rio Piracicaba nesta segunda-feira (Foto: Thomaz Fernandes/G1)Dezenas de peixes foram encontrados mortos no Rio Piracicaba na tarde desta segunda-feira (3) em √°rea pr√≥xima ao Largo dos Pescadores. Os peixes da esp√©cie cascudo, de pequeno porte, estavam sobre pedras e em po√ßas d’√°gua isoladas e devem ter morrido por falta de oxig√™nio, segundo especialista.

A vaz√£o do manancial, um dos principais fornecedores de √°gua para o Sistema Cantareira, respons√°vel pelo abastecimento da Grande S√£o Paulo, est√° em n√≠veis at√≠picos para fevereiro. Nesta segunda-feira, a vaz√£o chegou a 17,9 metros c√ļbicos por segundo com o rio com apenas 97 cent√≠metros de profundidade, cen√°rio semelhante a per√≠odos severos de seca.

O pesquisador Pl√≠nio Camargo, do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena) do campus de Piracicaba da Univesidade de S√£o Paulo (USP), explicou que os peixes ficaram presos nas po√ßas. “Provavelmente eles entraram no local das pedras, mas n√£o conseguiram sair mais. Temos um rio polu√≠do, mas naquele local n√£o h√° ocorr√™ncia de descarte de poluentes. Creio que com a falta de chuvas e com a vaz√£o do rio caindo mais e mais diariamente √© prov√°vel que essa situa√ß√£o se repita”, disse.

Seca incomum
Seca do rio ocasionou forma√ß√£o de po√ßas e gerou mortandade de peixes (Foto: Thomaz Fernandes/G1)Nesta segunda-feira, o sistema de telemetria do Comit√™ das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundia√≠ (PCJ) chegou a registrar vaz√£o de 17,9 metros c√ļbicos por segundo e m√©dia de 97 cent√≠metros de profundidade √†s 15h30. “Em uma √©poca de seca severa, a vaz√£o do Rio Piracicaba foi de 12 metros c√ļbicos por segundo. Em fevereiro era para o rio estar bufando& #8221;, afirmou Camargo.

O secret√°rio-executivo do Comit√™ das Bacias PCJ, Luiz Roberto Moretti, disse que o momento √© de acender o sinal amarelo no consumo de √°gua. “As pessoas precisam iniciar o uso racional da √°gua, evitar o uso onde seja poss√≠vel e economizar. O problema n√£o est√° s√≥ em Piracicaba, mas em todas as cidades da regi√£o”, afirmou Moretti.


Estimulamos o debate amistoso. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato