Últimas Notícias

Pela 1ª vez em 15 anos, PMA registra queda no número de crimes de pesca no MS

PMA do Mato Grosso do Sul registra queda na pesca ilegalA PMA (Polícia Militar Ambiental) encerrou, às 8h desta segunda-feira (5), a operação “Dia do Trabalhador”. Em 15 anos de ações realizadas pela força militar em Mato Grosso do Sul, esta foi a primeira vez em que as ocorrências de pesca, foco da operação, não predominaram. A quantidade de pescado apreendido, por exemplo, não atingiu 10% do que foi recolhido durante a operação anterior (2013). Foram 17 kg nesse ano contra 282 kg no ano anterior.

Conforme a PMA, a operação especial de feriado foi deflagrada no dia 30 de maio. Nesse período de fiscalização intensa, foram 15 pessoas autuadas contra 23 na operação passada.

As ocorrências de pesca ilegal na tiveram destaque esse ano. Foram três crimes registrados: uma pessoa foi presa por pesca predatória e duas autuadas por infração administrativa de pescar sem licença.

Desmatamento cresce no MS enquanto que crimes de pesca caemEm 2013, foram 13 pessoas presas por pesca predatória e quatro autuadas por pescar sem licença. Para o comando da PMA, a diminuição dos registros é atribuída, possivelmente, ao tempo frio e a cheia em alguns rios, que desestimularam os pescadores.

Com isso, o desmatamento foi o destaque nessa operação com seis ocorrências. Os demais fatos foram: um por captura e transporte de aves silvestres e transporte de carne de jacaré; um por incêndio; um por transporte de agrotóxicos; um por transporte ilegal de carvão; um por transporte ilegal de madeira; e um por rinha de galos.

Ao todo, a operação aplicou R$ 49,9 mil em multas contra R$ 1,6 milhão durante a fiscalização de 2013. O valor foi menor que o registrado na última operação porque os desmatamentos de grandes áreas e exploração ilegal de madeiras ocorreram em maior quantidade.


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato