Últimas Notícias

Empresário é detido com 52 kg de camarão em período de defeso, no ES

Camarao ilegal apreendido no ESUm empresário foi preso e autuado em flagrante por crime ambiental após ser abordado pela Polícia Militar Ambiental com seis caixas cheias de camarões e sururus, nesta segunda-feira (24), em Jardim Camburi, Vitória. A pesca e a venda de camarões está proibida, por conta do período de defeso. O empresário pagou uma fiança, no valor de R$ 750, e foi liberado. Todo o material apreendido foi levado para o Asilo de Vitória.

Uma denúncia anônima levou a polícia até o restaurante do empresário, onde estava todo o material. Nas caixas com os mariscos foram encontrados 52 kg de camarão descascado, do tipo sete barbas, além de 8 kg de sururu.

De acordo com a polícia, o estabelecimento não tinha autorização para fazer o comércio dos mariscos e que o material não estava declarado. “O empresário disse que faz o processamento do camarão, que é retirar a cabeça e a casca, e que tinha guardado ele para fazer uso no restaurante. Autuei ele por comercialização proibida nesse período (defeso)”, disse o delegado Thiago Viana.

Mas, o dono, Carlos Augusto Barbarioli, deu outra versão. “Fomos denunciados por causa do caranguejo que vendemos, mas a polícia constatou que não havia nada de errado. Só que eles foram continuar procurando e viram o camarão, que estava declarado in natura. Mas o problema é que ele estava descascado, porque eu descasquei para o meu consumo, mas a polícia explicou que o camarão ainda tinha que estar in natura, igual a declaração. Para a gente, que trabalha tão certinho, ser abordado em uma situação dessas é chato”, disse.

Portal G1


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato