Últimas Notícias

Itaipu discute a√ß√Ķes para coibir a pesca ilegal no Canal da Piracema

Itaipu discute acoes para coibir a pesca ilegal no Canal da PiracemaAs a√ß√Ķes para conter a pesca predat√≥ria dentro da usina de Itaipu, especialmente no Canal da Piracema e na √°rea pr√≥xima ao Ref√ļgio Biol√≥gico Bela Vista (RBV), foram discutidas na tarde de segunda-feira (13), em reuni√£o na Superintend√™ncia de Seguran√ßa Empresarial (SE.AD). A pesca nesses locais √© proibida durante o ano inteiro.

Participaram do encontro representantes da Seguran√ßa Empresarial, Diretoria de Coordena√ß√£o, Batalh√£o de Pol√≠cia Ambiental/For√ßa Verde da Pol√≠cia Militar do Paran√°, da empresa de seguran√ßa terceirizada que presta servi√ßo dentro da usina e os agentes da Itaipu respons√°veis pela vigil√Ęncia no canal.

A reunião também serviu para divulgar à imprensa os prejuízos provocados pela atividade irregular e os riscos que os pescadores enfrentam quando se aventuram a pescar em local proibido, sejam eles amadores ou profissionais.

O superintendente da SE.AD, Rogel Abib Zattar, citou que somente no √ļltimo per√≠odo da piracema (de novembro ao final de fevereiro), 29 pescadores foram detidos pela Divis√£o de Seguran√ßa da Central (SEOC.AD). Tamb√©m ocorreram no per√≠odo 30 ocorr√™ncias relacionadas a pesca ilegal, com apreens√£o de material irregular, como redes e anz√≥is.

Itaipu discute acoes para coibir a pesca ilegal no Canal da Piracema 3Zattar acrescentou que em reuni√£o recente foram decididas seis a√ß√Ķes para reduzir a pesca predat√≥ria e alertar as pessoas, entre elas, a intensifica√ß√£o do patrulhamento conjunto por homens das pol√≠cias Federal e Ambiental e os agentes de seguran√ßa da Itaipu.

Outra a√ß√£o prevista √© a realiza√ß√£o de um semin√°rio envolvendo delegados da Pol√≠cia Federal, Pol√≠cia Civil, Minist√©rio P√ļblico Estadual e Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renov√°veis (Ibama), representantes do Judici√°rio Estadual e Federal ‚Äď entre outras autoridades. A ideia √© apresentar um diagn√≥stico do problema e discutir medidas para reduzir as ocorr√™ncias.

O gerente do Departamento de Opera√ß√£o de Seguran√ßa (SEO.AD), Alexandre de Andrade Cardoso, explicou que no Rio Paran√° a pesca √© proibida em um trecho de aproximadamente 5 quil√īmetros abaixo da barragem. ‚ÄúTodas as √°reas proibidas s√£o identificadas com boias e placas. N√£o tem como a pessoa n√£o saber‚ÄĚ, disse.

Faz parte desse setor a foz do Rio Bela Vista, que antes passa por dentro de Itaipu, no Canal da Piracema. Muitos pescadores, no entanto, entram escondidos e camuflados na √°rea, para praticar a atividade irregular.

Itaipu discute acoes para coibir a pesca ilegal no Canal da Piracema 4No Lago de Itaipu, al√©m da faixa de 1.500 metros a partir da barragem ‚Äď identificada como √°rea de seguran√ßa n√°utica operativa ‚Äď, a pesca √© proibida em dois bra√ßos do reservat√≥rio, chamados Limeira e Pompa Cu√™.

O sargento Marcos Soares, da Força Verde, informa que a pessoa flagrada praticando pesca ilegal na área de Itaipu é encaminhada para a Polícia Federal e pode responder por crime ambiental, com penas que variam de um a três anos de detenção, além do pagamento de fiança. Outro crime a que fica sujeito é o de invasão de propriedade, agravando a pena.

O pescador tamb√©m pode ser autuado administrativamente pelo Ibama e pagar multas de R$ 700 a R$ 100 mil, dependendo do dano ambiental, com acr√©scimo de R$ 20 por quilo de peixe capturado. ‚ÄúO policiamento √© feito diuturnamente, 24 horas por dia, para inibir as pessoas a cometer esse tipo de delito‚ÄĚ, disse.

A bi√≥loga Caroline Henn, da Divis√£o de Reservat√≥rio (MARR.CD), comenta que os peixes abatidos no canal s√£o normalmente de esp√©cies migrat√≥rias, amea√ßadas e que t√™m se tornado raras em muitas regi√Ķes ‚Äď como o dourado e o pintado. ‚ÄúQuando voc√™ subtrai uma matriz dessas, que est√° migrando e preparado para reproduzir, o primeiro preju√≠zo √© diretamente ligado √† conserva√ß√£o da esp√©cie‚ÄĚ, relatou.

Itaipu discute acoes para coibir a pesca ilegal no Canal da Piracema 2A pesca predat√≥ria atrapalha tamb√©m os projetos de pesquisa desenvolvidos por Itaipu para avaliar a efici√™ncia do canal. ‚ÄúPorque muitos desses peixes s√£o capturados para marca√ß√£o e depois soltos de volta ao ambiente. Na medida em que esses peixes s√£o removidos da nossa amostra, isso afeta os resultados das nossas pesquisas.‚ÄĚ

A gerente da MARR.CD, Carla Canzi, acrescenta que, al√©m do pescador, √© importante que o cidad√£o tenha consci√™ncia do preju√≠zo ambiental provocado pela atividade ilegal. ‚ÄúQuando a pessoa daqui da regi√£o compra um pintado ou um dourado na √©poca da piracema, ele precisa saber que esse peixe foi retirado do Canal da Piracema. Por isso, temos que conscientizar a popula√ß√£o‚ÄĚ, finalizou.

Portal Itaip√ļ Binacional


Estimulamos o debate suadável. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Pesca Amadora. Mensagens consideradas ofensivas serão excluidas automaticamente. Dúvidas e perguntas acesse a página de contato