Últimas Notícias

Pescador esportivo recebe certificado da IGFA ao fisgar traíra de 4,250 kg e 63 cm no Paraná

Pescador esportivo recebe certificado da IGFA ao fisgar traira de 4.250 kg e 63 cm no Parana O pescador esportivo Robison Cris Brito recebeu nessa semana a certificação de recorde da IGFA (International Game Fish Association) por ter fisgado uma traíra de 4,250 kg Kg, medindo 63 cm de comprimento e 47 cm de diâmetro.

Robinson disse ao portal Diário do Sudoeste,  que o exemplar foi pescado no dia 25 de março no reservatório da Hidrelétrica de Salto Segredo, no Rio Iguaçú (PR).

Ao perceber que o peixe tinha um tamanho considerável, Robinson relata que levou  o exemplar para a margem para proceder com as normas exigências da IGFA, pesagem em terra e em balança digital, com um ano de uso, ou aferida e certificada. Com essas observações e após ter pesado o animal e fotografado, o pescador submeteu a documentação para análise da categoria ‘Força livre’ como sendo a maior traíra em pesca esportiva.

Nessa categoria, não é levado em consideração a espessura da linha, tipo de isca e demais equipamentos utilizados para a retirada do peixe.Um fator inusitado e importante, é que Marcos Meireles, também pescador esportivo e antigo detentor do recorde do espécime, pescava com Robison no lago e acompanhou a captura. “Não estava um dia bom de pesca”, comenta Brito, lembrando que foi Meireles que o alertou para o tamanho da traíra.

Pescador esportivo recebe certificado da IGFA ao fisgar traira de 4.250 kg e 63 cm no Parana 3Robison reconhece que o peixe não deve ser o maior capturado, até mesmo nas águas do Iguaçu. “Meu pai e meu avó comentam que já pagaram traíras de 5kg a 6 kg”. Espero que em um futuro próximo tenhamos o registro de traíras maiores sendo retiradas do lago de Salto Segredo.”

Pesca no rio Iguaçu
O lago de Salto Segredo é formado pela barragem da usina hidrelétrica em Mangueirinha e considerado uma região de grandes exemplares de peixes. No lago, já foram registrados a captura de uma carpa de 60kg e um dourado de 21kg. Na opinião de Robison, o que prejudica e dificulta a pesca amadora esportiva no lago, é a pesca predatória, que utiliza rede e espinhel. “Se todos tivessem consciência da pesca (esportiva ou de consumo), o lago teria ainda mais peixe e de tamanhos ainda maiores”.


Loja Roupas de Pesca


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Dúvidas e perguntas envie um email para contato@pescamadora.com.br